Olá!

Entre a Nobreza e o Crime é o primeiro livro publicado de Jane Herman. Era uma Fanfic postada no site Nyah Fanfiction, que está em sua segunda temporada (a primeira foi retirada do site pois foi publicada). Os nomes das personagens usados na fanfic foram mudados na publicação.

O que é Fanfic? Resumidamente, é a abreviação de fanfiction,também usado só Fic. São histórias escritas por fãs e não fazem parte do enredo original/oficial das séries, animes, mangás, livros, filmes ou quadrinhos.

Quando recebi o livro, após um contato com a autora, já estava ansiosa. Adoro livros sobre crime, e este tem os pomposos da nobreza e máfia envolvidos também, o que me deixou muito, mas muito curiosa. O livro é enorme e li em dois dias ( mas sou compulsiva!), a trama te prende, envolve e você é tragado pelo livro ( no melhor sentido). E pelo tamanho do livro com certeza você passará dias se deliciando com ele.

Pela sinopse, você já tem uma breve idéia do que acontece. Irene é a nobre, sucessora do baronato de Birmingham, a filha de um barão,  a primeira vista , uma prepotente, mimada e como toda a nobreza educada para se ver  acima de todos, o resto do mundo é o resto. E do outro lado o Viktor, o rei da máfia na Inglaterra, não seria o rei pois o sogro é o primeiro no comando da Máfia Russa, mas lá na Inglaterra, é ele quem manda, então, quem manda é o rei, certo? Viktor faz justiça a sua maneira, diz que o sangue que derrama não é de inocentes, mas ele gere um negócio onde há narcotráfico, tráfico de mulheres, prostituição, e tem o pulso firme, é cruel e mesmo assim, com a família e com quem gosta, é protetor.

A ação já começa logo de cara. Heinrich um garoto problemático, agressivo, irmão de Irene, é assassinado e claro sendo o filho de um barão, abafam o caso dizendo que ele foi morto em um assalto, mas sua irmã quer vingança, porém ela precisa de alguém do submundo para ajudar. Mas o que uma nobre pode oferecer ao chefão da máfia? Bom, Irene através de um amigo, consegue o contato e vai atrás de Viktor e já negocia o trato e as coisas acontecem rapidinho. E aí que você percebe que é só a superfície. A cada página, a história vai se aprofundando e você vai se envolvendo e quando percebe, horas se passaram e não largou o livro.

Irene, uma milady, educada para ser a mais fina e educada das mulheres, tem segredos obscuros, de família. E o relacionamento com o pai, um barão, político, manipulador , que já estava por um fio, com a morte do irmão, rompe. E a então perfeitinha aos olhos da sociedade, rompe de vez com a família. Rompe com o noivo. E o envolvimento dela com o mafioso passa a ser mais intenso. E Viktor percebe que Irene é muito parecida com Bernand Hargensen, o barão…

É claro Viktor e Irene se envolvem , mas as coisas não são simples. Esse relacionamento é complexo e cheio de altos e baixos. Ele é o senhor, quem manda e ela também gosta de estar no poder.

O mafioso é casado. Como assim? É, ele é casado com Daria ( a princesa da Máfia, filha de Ivanov) e esse casamento está naufragado, se resume em fertilizações artificiais que sempre dão em nada e uma esposa que mais parece um coelho acuado. Mas algo me diz que na segunda temporada essa esposa vai aprontar alguma.  Já o relacionamento que tem com Irene, sua Irina, chega a obcessão. É muito intenso e depois de segredos da sua própria família, que foram só em parte revelados nessa primeira temporada, ele passa a odiar Ivanov e respinga em Daria. Ele chega a levar a Irene para jantar em sua casa. Mas não dá para ter raiva dele. Ao ler você com certeza vai entender.

Logo no começo da trama, tem um trecho genial ( há muitos, mas esse, por ser no início, já começa com o pé direito!), quando nossa boneca Irene vai ao escritório de Viktor Morgan, com toda aquela pose e ele além de deixá-la esperando séculos, o que a deixa louca, pois quem ele pensa que é para deixar uma nobre como ela esperando tanto, é muita falta de educação, de classe, não? E pior, ele manda que a revistem. Dá para sentir a corda ficando tensa é muito legal. E durante o livro todo fica essa relação de poder.

Irene sentia-se insultada. Quem aquele marginal pensava que era para fazê-la esperar por um tempo além da etiqueta? Abafou impropérios que, com certeza não ficariam bem na boca de alguém como ela. (…)

E Lara, a tia e Viktor que o criou como filho, vem para revistar a Lady Irene ( risos). Essa parte também me fez rir:

Vou revistá-la Irene, Não que desconfiemos de você, não nos compreenda mal, é apenas um procedimento de rotina:

A aristocrata bufou, mordendo o lábio em contrariedade. Após alguns segundos de meditação, levantou os braços e permitiu que Lara fizesse o que deveria ser feito . (…)

O livro é denso, com muitas cenas quentes entre os protagonistas, mas não esqueça que é um livro sobre crime, a máfia é cruel, então há sangue também. Diria que bastante, principalmente quando a máfia italiana cruza o caminho…Há segredos não revelados, outros meios revelados, sentimentos que estão na cara, mas os protagonistas parecem uns cegos. Os personagens secundários ( nem tão secundários assim) dão o colorido na trama. Temos uma viagem através da nobreza e do submundo do crime. E veremos como muitas vezes esses mundos se mesclam e não só pelo relacionamento de Irene e Viktor, através de negociatas e favores.

O crime não é o certo, Viktor está do outro lado da lei, afinal é um mafioso, mas o livro não é preto e branco, é cheio de matizes  em relação a tudo, não dá para você não torcer por ele e Irene, ao mesmo tempo por vezes querer que a esposa dele suma, ou que a Scotland Yard esqueça que eles existam. E não esqueçamos que é um livro adulto. E o melhor de tudo, com uma linguagem real, sem censura, e muitas blogueiras vão entender o que estou querendo dizer com isso. No caso o livro é de uma autora nacional, mas em muitas traduções, as personalidades das personagens ficam até diferentes pois o palavreado é outro, cortam qualquer palavra mais forte.

Ah, esqueci de dizer que a capa é muito bonita e a quarta capa também, as duas tem tudo a ver com a trama. Não sei se na foto é uma Taurus ou Glock, ambas citadas no livro, mas tudo a ver com a Taurus do Viktor, heim?

Recomendo a leitura! E já vi que a previsão para a segunda temporada ser publicada é 2013. Mas a fanfic pode ser acompanhada pelo Nyah Fanfiction como citei no começo do post.

See ya

Rosana

Capa, ficha técnica, sinopse:

Entre a nobreza e o crime

Primeira Temporada

Jane Herman
ISBN:  97885429313
Editora:  Lio
Número de páginas: 672
Encadernação: Brochura
Formato: 16 x 23 cm
Ano Edição: 2012

Sinopse

Irene Hargensen nasceu no seio de uma das mais proeminentes famílias nobres da Inglaterra do século XXI. Filha de um barão com fortes aspirações políticas, ela habituou-se a um mundo em que, acima de todos os julgamentos, a moral manifestada perante a sociedade é bem diferente daquela que é posta em prática nos bastidores. Cedo demais, Irene descobriu o que poderia fazer pelo bem familiar – e perder em nome dele também. Sua vida de interesses é afetada quando o irmão Heinrich, um célebre causador de problemas, é brutalmente assassinado nas ruas de Londres. Querendo vingar sua perda, ela vai no rastro de Viktor Morgan, genro do homem mais temido do mundo e alto criminoso da Máfia Russa. Ele aceita ajudá-la, mas cobrando um preço alto demais para ser exigido de uma dama da nobreza. O que Viktor não esperava era que fosse dragado para os porões mais sinistros dos segredos de Irene, e que ele mesmo sentisse a necessidade de rebocá-la para o seu mundo. Um romance em que os limites entre nobreza e crime se perdem na medida em que Viktor e Irene, opostos que se atraem irremediavelmente, embarcam em um jogo de paixão e interesses sem direito a vencedores – e potencialmente mortal.

 

Você pode comprar o livro na editora -> aqui