Olá!

Nessa época em que vivemos o sucesso instantâneo que é esquecido proporcionalmente a velocidade em que é criado, quem não conhece Pink Floyd ( em que planeta você estava?), tem o dever de ao menos ouvir uma música e assistir ao vídeo da música Another Brick in the wall.

Eu cresci ouvindo música, muito rock, e não consigo pensar em uma ”trilha sonora” da minha adolescência até hoje , que não tenha Pink Floyd e lamento nunca ter assisstido no Brasil a um show deles ( não só do Roger Waters).

Já li outros livros de biografia de bandas e do Pink Floyd também, mas esse é muito, muito bom e diferente dos outros, começando da mensagem do tradutor Alexandre Callari ao prefácio brasileiro, muito bem escrito, e já preparando o leitor para o que vem.

Nos bastidores do Pink Floyd relata detalhes de uma banda controversa, onde seus integrantes tem sérios problemas de comunicação e o ego domina. As brigas, a tensão entre  Roger Waters, David Gilmour e cia  é lendária. Tanto que a banda se dividiu e Roger Waters é bem conhecido em sua carreira solo, e David Gilmour  e cia, depois de disputa judiciais com Waters ”ficou” com o nome Pink Floyd e continuou se apresentando com outros integrantes da banda.

O autor colheu um material impressionante e cheio de detalhes através de suas entrevistas ( amigos, rodies, ex integrantes,produtores e etc ), inclusive pessoas que nunca antes haviam se disposto a falar sobre a banda ( a banda sempre teve suas reservas em relação a entrevistas). O texto é completo, agradável e revela uma história complexa dos integrantes, as personalidades de quem estava no processo criativo, o começo e podemos entender e conhecer o cenário e impressões de uma época, e também dando uma outra perspectiva sobre o papel de Syd Barret.

O livro começa já com a tensão do show que eles fizeram para o live 8 ( em 2005), tanto das autoridades pelo número de pessoas como a bomba que poderia explodir entre Gilmour e Watters e os outros integrantes apesar da trégua.

No dia em que a reunião do Pink Floyd foi anunciada, circularam rumores de um produtor que ofereceu 50 milhões de dólares para ter os quatro em turnê

Há passagens excelentes e cheias de ego também, uma delas é quando Waters, já solo, convida Eric Claptom para gravar as guitarras do disco e saem em turnê, mas no show, as pessoas ficam extasiadas com Clapton em seus solos de guitarra, avendendo isqueiros e Waters sente-se como coadjuvante, joga o baixo no chão gritando: ” O grande Eric Clapton” e sai do palco, mas volta depois e diz “Não fui profissional”.

Uma outra interessante é que entre as sessões de gravação, Nick Manson correu com sua Ferrari em Le Mans e chegou em segundo lugar.

O autor seguiu uma linha do tempo, e em em seguida temos o panorama dos anos 6o e as ”experiências” musicais, Cambridge, LSD e as viagens com música do Pink Floyd, o ego, as brigas. E daí por diante é toda a história de uma banda, de uma maneira nunca antes exposta, e esse livro é completo, cheio de detalhes e informações para os fãs, e para quem ainda não conhece se não a melhor, uma das melhores e mais influentes bandas de rock progressivo. Imperdível.

Eu li o livro, obviamente, ao som de Floyd. As folhas não são brancas, o que proporciona uma leitura mais agradável, a diagramção também é muito bem feita e a capa é totalmente a ver, seguiu a capa original, mas gostei muito mais da brasileira. Pink Floyd é o ícone do Rock progressivo e o livro faz jus a sua história!

O Pink Floyd tem uma história secreta, conturbada e fascinante, que começa em Cambridge na Inglaterra, nos tempos da Segunda Guerra Mundial, quando seus integrantes ainda eram crianças, e se estende até recentemente.

 

Capa, ficha técnica e sinopse

Nos bastidores do Pink Floyd

Pigs might fly

Mark Blake
ISBN: 9788563993342
Editora: Generale
Número de páginas: 456
Encadernação:Brochura
Formato: 16 X 23 cm
Ano Edição: 2012

 

Sinopse

A vida e a música Roger Waters, David Gilmour, Nick Mason, Richard Wright e Syd Barrett, assim como seus conflitos, neuroses, medos, paixões e vitórias, são esmiuçados, em um relato que impressiona pela riqueza de detalhes. Contendo entrevistas com dezenas de pessoas próximas aos músicos – amigos, namoradas, parceiros de trabalho, testemunhas, críticos musicais -, bem como depoimentos dos próprios membros da banda, Nos bastidores do Pink Floyd acompanha passo a passo a gênese do Pink Floyd e toda a sua carreira.

Capa original

How I wish, how I wish you were here

We’re just two lost souls

Swimming in a fish bowl,

Year after year,

Running over the same old ground.

What have we found?

The same old fears

Wish you were here

Trecho de I wish you were here

* Como eu gostaria que você estivesse aqui/ Somos apenas duas almas perdidas / Nadando em um aquário/ ano após ano/ Correndo sobre esse mesmo velho chão/ O que nós encontramos? / Os mesmos velhos medos / gostaria que estivesse aqui…

Another Brick in The Wall ( vídeo)

 

Dica:

Assista ao filme ”The Wall” ( 1982)  de Alan Parker ,  também ao viajante – Pink Floyd: Live at Pompeii (1972)

E a algum show em vídeo, é uma experiência sem igual.

Site oficial: Pink Floyd

Depois do livro e de tudo isso, se você não se tornar um fã, garanto que a viagem pelo menos terá sido inesquecível!

 

Boa leitura.

Você pode comprar o livro com uma oferta legal na ->>> Saraiva

See ya!

Rosana