Olá!

Garota Tempestade é uma graça. É um Urban Fantasy* , gênero que amo! E foi uma agradável leitura do início ao fim. Mesmo sabendo que há continuação 🙂 e já ansiosa por saber que não termina a trama no fim do livro. Eu e minhas séries kkkk

Há trechos hilários onde a Jane conversa consigo e com sua libido e ora ela se repreende por um pensamento ou ação e ora ela diz dane-se que eu farei mesmo.

Jane é considerada meio estranha na cidadezinha onde mora por causa de sua mãe ( a maneira como apareceu na cidade e desapareceu anos depois deixando Jane e seu marido) e por um incidente onde Jane sobreviveu , mas seu namorado não. Incidente esse que levou Jane a um sanatório por algum tempo. Imagine como a cidade a vê.

Ela trabalha numa livraria a “Morrer de ler”, e tem poucos amigos como as proprietárias da livraria, que são um casal, o que também vai contra a idéia de costumes de Rockabill, ou seja ela se sente em casa, pois também é meio marginalizada.

Isso não é nada perto do que passa a acontecer e as revelações que ela tem de onde vem sua estranha necessidade de nadar , não sentir frio nas águas geladas do mar, pelo contrário, sentir-se reenergizada.

Um assassinato é cometido e foi Jane que encontrou e tirou do mar o corpo, mas teve o cuidado de deixar o corpo em um lugar onde o encontrassem, pois seu segredo de nadar nessas águas geladas e perigosas não pode ser revelado. Mas exatamente por essa sua “ajuda” , ela é procurada por seres sobrenaturais, que explicam a origem de sua mãe, “meio selkie”, ou seja ela é meio humana, meio selkie… esse componente sobrenatural explica suas “esquisitices” kkkk E para investigar o assassinato, Ryu, um investigador vampiro gostosão vem para cidade e os dois se envolvem. Jane acaba sentindo-se viva novamente,pois Ryu despertou seu desejo que desde a morte de Jason, seu namorado, estava de lado.

Mas Ryu também leva Jane para conhecer a corte onde tem contato com seres sobrenaturais que antes só ouvira em mitos e lendas criadas pelos humanos, conhece também os seres mais poderosos , os Alfar e acaba descobrindo que vários assassinatos tem ocorrido em vários estados, e também que hibridos como ela, não são muito bem vistos e que humanos são vistos por alguns seres como um lanchinho apenas …

Tudo isso regado a tiradas de Jane, como mencionei no início, hilárias, com referências a livros, filmes etc. O livro é mesmo uma delícia de se ler.

Ficamos assim, olhando um para o outro durante pelo menos trinta segungos. Acho que ele estava tão surpreso de me ver quanto eu em vê-lo. A espada estava na bainha – graças a Deus! – ou então haveria a clara possibilidade de eu molhar a calça. Tudo o que eu sabia sobre espadas havia aprendido assistindo a Highlander, e aquela ali, definitivamente, parecia ter sido projetada para a decapitação. pág 269

No amor e na moda … vale tudo! – disse, a fita fazendo um ruído horroroso à medida que desenrolava. Portanto, por baixo de meu vestido, eu estava toda amarrada como um pato assado, mas ninguém precisaria saber disso, exceto eu mesma. E a equipe médica que eu planejava chamar para me ajudar a tirar tudo aquilo depois.

A capa é muito fofa e tem tudo a ver com o livro, com vários elementos da trama. Jane é apaixonante! A tradução achei ótima, mantendo as referências e muitos nomes originais. A editora está de parabéns. Já estou ansiosa pela continuação “Caçadores de Tempestade”.

Recomendo!

Leia o capítulo 1 .

Capa, ficha técnica e sinopse:

 

Garota Tempestade

O Estranho Mundo de Jane True – Volume 1

Nicole Peeler
ISBN:9788565859035
Editora: Valentina
Número de páginas: 280
Encadernação: Brochura
Formato: 16 X 23 cm
Ano Edição: 2013

Sinopse

Mesmo tendo passado a vida inteira na pequena e conservadora cidade de Rockabill, Jane True, 26 anos, sempre soube que não se encaixava numa sociedade pretensamente normal.Durante um de seus clandestinos nados noturnos no mar congelante, desafiando um perigosíssimo redemoinho, uma descoberta terrível leva Jane a revelações surpreendentes sobre sua herança genética: ela é apenas meio-humana.

Agora, Jane precisa penetrar um mundo de mitos e lendas, povoado por criaturas sobrenaturais, aterrorizantes, belas e até mortais. Características que também descrevem perfeitamente Ryu, seu novo “amigo” — um vampiro poderoso, deslumbrante e hummm, aiii… muuuito SEXY.

Nesse mundo onde há um goblin advogado, um espírito de árvore maquiador, um súcubo dona de boutique, elfos diabólicos, homens inflamáveis, seres híbridos que se transformam em animais selvagens, nada é presumível. Mas, atenção, nunca, nunca mesmo, esfregue a lâmpada do gênio.

Agora, em Rockabill, alguém está matando meio-humanos como Jane. Uma pergunta não quer calar: os assassinatos são fruto de uma mente doentia ou há um plano macabro para exterminá-los?

“Fascinante, SEXY e acelerado como uma tempestade.” Rachel Caine

“Uma eletrizante viagem de autodescoberta repleta de mistérios. Está surgindo uma nova febre para os leitores de urban fantasy.” Romantic Times

“Uma série paranormal daquelas que você torce para não acabar nunca!” Impact

“Esperta e divertida, por vezes sombria. Nicole construiu um mundo fantástico e inesquecível.” Scifichick.com

 

Sobre a autora:

Nicole Peeler é PhD em Literatura. Formou-se na Universidade de Boston e concluiu o doutorado na Universidade de Edimburgo, na Escócia. Já viveu entre a Espanha e o Reino Unido, além de já ter morado em tudo quanto é canto dos Estados Unidos. Atualmente, leciona Literatura em Pittsburgh. Quando não está em sala de aula, infectando as pobres mentes juvenis com suas loucuras, está escrevendo novas histórias de urban fantasy e curtindo o que mais gosta: família, amigos, um bom vinho, pratos saborosos, e, logicamente… viajar!

Visite o site da autora nicolepeeler.com

*Urban Fantasy = fantasia Urbana
YA = jovem adulto

Boa Leitura

See ya!

Rosana