Kobo x Kindle por Elis Miranda

Oi gente, estou aqui para comentar um pouco sobre os eReaders que eu tenho. Sim, eu possuo mais de um, fazer o que se dão um cartão de crédito para uma louca bookaholic? Risos

Sempre li eBooks, primeiro no computador e depois no celular. Sempre que ia trocar o modelo, buscava logo o meio de carregá-los com eBooks. As telas dos celulares são pequenas, certo? Mas isso nunca me impediu de ler, o vício fala sempre mais alto.

Foi quando eu tive a oportunidade de comprar o Kindle, minha gente, eu poderia dar aula ao pinto de como ficar feliz no lixo! Hahahaha

 

O primeiro modelo que eu tive foi o com teclado e 3G  de graça, somente vendido na loja americana da Amazon. Paguei uma fortuna no Mercado livre, mas estava enlouquecida por um. Graças a Deus chegou direitinho e descobri como são o máximo esses tipos de aparelhos, não cansava minha vista como o computador e super fácil de carregar. Amor eterno e verdadeiro na hora.

Kindle-Amazon

Mas então a Amazon lançou o Kindle Fire, que além da função ler ebooks, vinha mais com um jeitão de tablet. Como queria assistir minhas séries sem os aborrecimentos de lutar pela tv, resolvi adquirir um. Vendi o primeiro e o comprei o outro. Em termos de leitura, eu senti falta do outro modelo, mas me adaptei rapidamente e adoro como ele responde rapidamente ao toque e me deixa trocar a configuração dos eBooks de forma rápida.

Kindle Fire - Amazon

O que sempre me incomodou nele foi o tamanho, porque 7 polegadas é ótimo para leitura e assistir as séries, mas carregar na bolsa e ler na rua? Impossível.

Sendo assim quando vi a venda do Kobo mini, achei que era a resposta das minhas preces; corri e comprei o modelinho para mim. Se vocês bem lembram, eu lia em celular, portanto 5 polegadas ainda é um luxo. Risos. Só que como todo aparelho novo, tendemos a procurar as características do que já possuímos e nisso o Kobo anda perdendo para o Kindle Fire.

A resposta do touch do Kindle fire é superior ao Kobo. Você deve pensar agora: é lógico né Elis, o Fire é um tablet, humm não sei se é tão lógico assim porque até meu celular tem resposta mais rápida que ele. Quando eu acabo de ler uma página, o tempo para aparecer outra é maior do que eu levei para ler. Aí sempre há uma quebra no ritmo de leitura. Lembrando que existe o fator, eu leio rápido pra caramba.

Achei a interface do Kobo mais complicada de navegar que o Kindle fire. Não sei se é por causa da lentidão da resposta ao toque, mas já li três livros e acho que a impressão não vai mudar, mas a necessidade de algo para ler na rua é maior e logo, logo eu vou me adaptar a esse também.

Dúvidas, deixe uma comentário e assim que der eu respondo.

Elis

*crédito das fotos:  Kindle e Kindle fire – site Amazon ; Kobo – Site Kobo .