Olá!

A resenha de hoje é do livro ” No limite da atração” . E quem acompanha a blogosfera deve ter reparado que foi muito comentado. Adianto que é um YA, não tem nada de erótico, e é bem legal.

“No Limite da Atração” é o livro 1 da Trilogia Pushing The Limits da autora Katie McGarry. Mas fiquem tranquilos, cada livro será a história de um personagem e assim, poderão ser lidos fora de ordem.

  • 1. No Limite da Atração
  • 1.5. Crossing the line ( conto – publicado em abril 2013);
  • 2. Dare to ( junho 2013);
  • 3. Crash into you ( Novembro 2013).

No  fim do post  você pode conferir a playlist que ela sugere, e assim ler seu livro, acompanhado de música 🙂 Tem até uma música composta especialmente para o livro.

Os capítulos do livro são intercalados, um narrado por Noah e o outro por Echo. Isso é um recurso que tenho visto bastante nos livros ultimamente, e tenho apreciado muito. Deixa a trama mais interessante, pois conseguimos acompanhar o ponto de vista e experiências sob a perspectiva de ambos personagens.

Echo Emerson é uma garota meio esquisitinha, que anda sempre com os braços cobertos, e fica longe dos populares na escola e frequenta sessões de terapia . Mas nem sempre foi assim. Antes da fatídica noite, que ela não lembra de nada, só de acordar no hospital, ela era popular. Namorada de Luke, tinha amigas populares… Além de ser linda, frequentar várias aulas e atividades como dança e pintura, ser ótima aluna e ainda uma artista, como a mãe.

Noah Hutchins é o bad boy, com jaqueta de couro, órfão, que “caiu no sistema” e foi esquecido por ele, uma fama de conquistador, bebe e usa drogas, aquele garoto que seus pais dizem para você manter distância. Mas antes de perder os pais num acidente, ele era a estrela do time de basquete, ótimo aluno . Agora ele quer a guarda de seus dois irmãos mais novos: Jacob e Tyler que estão em um lar provisório, mas agora a família quer adotá-los. Noah também está sendo acompanhado por uma terapeuta na escola, a mesma de Echo, a Senhora Collins. Pois ele agrediu o pai adotivo, para defender o garoto que iria ser agredido pelo próprio pai. Mas o “sistema” puniu Noah, o enviando a outro lar e o classificando como agressivo. Ninguém acreditou nele.

Os dois já se viram no colégio e até têm aulas juntos, mas não são amigos. Agora o caminho deles se cruza, por terem a mesma assistente social e psicóloga, a senhora Collins. Que acredita neles e tem um método diferente de tratamento. Ambos , pouco a pouco começam a confiar na senhora Collins.

Ela é designada pela sra Collins como monitora de Noah. No começo eles se evitam, mas os dois estreitam o relacionamento , pois querem ler os arquivos pessoais deles , que estão guardados na sala da assistente social. Ele, por querer o endereço da família com a guarda dos irmãos, para vê-los, já que raras visitas, acompanhadas, no mês, é muito pouco. E ela, por querer saber o que houve na noite que ela não lembra do que houve. Apenas guarda as horrendas cicatrizes em seus braços. Ninguém conta o que houve, querem a memória dela voltando, sem forçar, já que a última tentativa fora um desastre.

Os dois passam a tramar, como entrar no escritório e fazem planos , mas nem sempre funcionam. Noah é o único que parece estar interessado em ajudar , de fato, Echo descobrir o que houve na noite que mudou sua vida.

Echo, ainda tem o pai controlador, a madrasta, sua ex-babá, que está grávida e o centro das atenções, e a dor da perda do irmão, Aires , que era seu herói. Ele morreu pouco antes da fatídica noite que Echo tenta lembrar dos acontecimentos. E também tem de lidar com “amigos” na escola que não sabem o que houve com ela e a julgam, agora uma esquisita e a marginalizam. E a atração que passa a aumentar entre ela e o bad boy.

Por outro lado, Noah não confia nas pessoas, está obcecado em obter guarda dos irmão quando se formar, pois acha que os pais adotivos podem estar machucando seus irmãozinhos e lidar ainda com a atração entre ele e Echo, que aumenta mais e mais. Ambos tem segredos, precisarão enfrentar muitas dificuldades e quem sabe, conseguirem ficar juntos.

” Os olhos dela encontraram os meus.

– O que isso significa para nós?

Abaixei a testa até a dela.

-Significa que você é minha.”

 

Ele me amava.

Noah Hutchins tinha dito que me amava, e isso tinha tornado a semana passada na escola um inferno absoluto.

 

Eu não conseguia largar o livro. A trama é ágil, e você se vê apaixonado e sofrendo por Echo e Noah. Ambos com profundas cicatrizes não só físicas, mas emocionais. Mas uma história não só de romance, e sim onde ambos amadurecem e passam a confiar novamente e até quem sabe descobrir o amor de verdade.

A capa tem tudo a ver com a história, a diagramação, papel, revisão, excelentes.

Recomendo.

Capa, ficha técnica, sinopse

No limite da atração

Pushing the limits

Katie McGarry
ISBN:  9788576862161
Editora:  Verus
Número de páginas: 364
Encadernação: Brochura
Formato: 16 X 23 cm
Ano Edição: 2013
Tradução: Cláudia Mello Belhassof

Sinopse

Ninguém sabe o que aconteceu na noite em que Echo Emerson, uma das garotas mais populares da escola, se transformou em uma “esquisita” cheia de cicatrizes nos braços e alvo preferencial de fofocas. Nem a própria Echo consegue se lembrar de toda a verdade sobre aquela noite terrível. Ela só gostaria que as coisas voltassem ao normal.

Quando Noah Hutchins, o cara lindo e solitário de jaqueta de couro, entra na vida de Echo, com sua atitude durona e sua surpreendente capacidade de compreendê-la, o mundo dela se modifica de maneiras que ela nunca poderia ter imaginado. Supostamente, eles não têm nada em comum. E, com os segredos que ambos escondem, ficar juntos vai se mostrar uma tarefa extremamente complicada.

Ainda assim, é impossível ignorar a atração entre eles. E Echo vai ter de se perguntar até onde é capaz de ir e o que está disposta a arriscar pelo único cara que pode ensiná-la a amar novamente. No limite da atração é um livro sexy e envolvente sobre o amor de duas pessoas que estão perdidas e que juntas tentam desesperadamente se encontrar.

Book trailer

Você pode comprar o livros nos links abaixo:

Livraria da Folha

Saraiva

Playlist –  pela autora Katie McGarry

Canções que ajudaram a dar forma ao tema geral da história:

Push – Matchbox Twenty

Bad Romance – Lady Gaga

Use Somebody – Kings of Leon

Scar Tissue – Red Hot Chili Peppers

Para ajudar a compor a personalidade do Noah, ela ouviu:

Down –  Jay Sean

Changes- 2Pac & Talent

Hey Soul Sister – Train

para echo , ela ouviu:

Paint – Roxette

Sometimes Love Just Ain’t Enough – Patty Smyth & Don Henley

The End of the Innocence – Don Henley & Bruce Hornsby

Canções que a autora escutou para cenas específicas:

Undone (The sweater song) – Weezer ( para Noah e echo na festa)

Crash Into Me – The Dave Matthews Band ( colocava sempre que precisava escrever uma cena de beijo entre o casal protagonista)

Free – Zac Brown Band ( representa tudo que Echo e Noah tivessem conquistado no fim da história e se vc quer saber o que aconteceu no verão)

Canção especial para autora

Can You – Angela Mcgarry  ( tem versão balada e rock, vc pode conferir AQUI)

Twitter da autora – @KatieMcgarry

Boa leitura.

See ya!

Rosana Gutierrez