Olá!

Condenada é nonsense total, recheado de humor ácido e tiradas principalmente com o famoso filme da década de 80, O Clube dos Cinco.

Se minha versão do Inferno não conseguir impressioná-lo, por favor, considere este um defeito meu. Quero dizer, o que sei? Provavelmente qualquer adulto se mijaria feito um bocó vendo os morcegos-vampiros voando e as majestosas cachoeiras de cocô despencando. Sem dúvida a culpa é toda minha, porque, se já imaginei alguma vez o Inferno, foi como uma versão incandescente daquela obra-prima clássica de Hollywood, Clube dos cinco – estrelado, lembremos, por uma líder de torcida linda e superpopular, um rebelde chapadão, um esportista burro, um nerd e uma psicopata misantropa, todos trancados juntos na biblioteca da escola cumprindo o castigo em um sábado que, de outro modo, seria normal, exceto pelo detalhe de que todos os livros e cadeiras estavam ardendo em chamas.

O autor do já conhecido Clube da Luta, capricha nas ironias e sacaneia com todo mundo, com estilo provocador, aponta e faz chacota com as banalidades dos ricos e famosos, critica a sociedade e enfia o dedo no seu olho, o que rende muitos risos. Afinal, trancar a empregada num comodo há 5 mil km de onde você está, via internet, só para que ela limpe tudo direitinho, ou ligar o controle anti poeira , para não sujar os bichinhos de pelúcia da filha, ou mentir a idade da filha para a sua também ser menor, é futilidade demais.

Sabe aquele serviço de telemarketing que te liga no meio de um almoço ou jantar e fica te segurando no telefone, pois é, vem do inferno e e lá que Madison está trabalhando kkk

Madison é filha de pais muito ricos que gostam de adotar órfãos, tirar fotos com eles e depois mandá-los para internatos, ou estarem em algum projeto , ou sendo “verde” ( hipocritamente falando, pois voam de jatinho, consumindo milhares de dólares e galões de combustível fóssil).

A narrativa é muito interessante, Madison fala com o leitor e tece comentários inteligentes e muitos, impagáveis. Como mencionei, usando muito o Clube dos Cinco.

O inferno é um lugar nojento, cheio de unhas e a moeda de troca são doces. A história é engraçada e sarcástica ao extremo. A própria razão por Madison afirmar ter sido condenada ao inferno e depois a descoberta de como ela morreu são prova disso.

Madison, a cada início de capítulo manda um recado para o Satã , como este:

Está aí, Satã? Sou eu, Madison. Por favor, não fique magoado, Satã, mas meus pais me criaram para que eu não acreditasse em sua existência. Minha mãe e meu pai disseram que você e Deus foram inventados pelo cérebro de ervilha, atrasado e supersticioso, de pastores caipiras e republicanos hipócritas.

A protagonista, junto com um grupo bem esquisitinho , como no próprio Clube do Cinco, tão citado, acaba provocando uma revolução no Inferno. Madison passa de garotinha de 13 anos, a líder, não sem nos proporcionar passagens muito interessantes. Com o desenvolver da trama, conhecemos melhor a história de seus “companheiros” e a sua própria. Da premiação do Oscar ao Halloween, nada é poupado na trama.

O livro é bem legal, mas em certo ponto, me lembrou um filme que assisti, com o Will Ferrell ( Mais estranho que a ficção). Não tem jeito, acabamos nos deparando com tramas e detalhes parecidos, isso é normal. O que diferencia as obras é a qualidade e a criatividade e, Chuck Palahniuk, sem dúvida é um bom escritor. Gostei muito do estilo dele, tanto que li o eBook que recebi da Leya rapidinho.

Capa, ficha técnica, sinopse

Condenada

Damned

Chuck Palahniuk
ISBN: 9788580448207
Editora: Leya
Número de páginas: 256
Encadernação: Brochura
Ano Edição: 2013

Disponível em eBook

Sinopse

A filha de uma estrela de cinema narcisista e de um bilionário, Madison, é abandonada em uma escola interna na Suíça durante o Natal enquanto seus pais estão divulgando seus novos projetos e adotando mais órfãos. Ela morre de uma overdose de maconha – e a próxima coisa que sabe é que está no inferno. Madison compartilha sua cela com um grupo heterogêneo de jovens pecadores que é quase bom demais para ser verdade: uma líder de torcida, um atleta, um nerd, e um punk, unidos pelo destino para formar a versão “six-feet-under” do filme favorito de todos.

Madison e seus amigos caminham através do Deserto de Caspas e escalam a Montanha Traiçoeira de Unhas para enfrentar Satanás em sua cidadela. Todos os doces, que servem como moeda no inferno, não poderão comprá-los.

Boa leitura

See ya!

Rosana Gutierrez

 

Compre o livro em um dos links abaixo e ajude o Livrólogos :)

 

Submarino

Saraiva

Livraria da Folha

Fnac

Livraria da Travessa

em eBook:

Iba