Guerra Mundial Z  em edição movie tie-in , é um relançamento da nossa parceira , a editora Rocco, por conta da superprodução de cinema estrelada por Brad Pitt e dirigida por Marc Foster. E a resenha será do livro e do filme.

Livros sobre zumbis nunca foram os meus favoritos, mas a recomendação de amigos não decepcionou. Esse livro é diferente, apesar de ter sim os zumbis (risos). Mas é um relato do que houve , uma década depois da Guerra Z. O que me surpreendeu foi a maneira como foi escrito e a dinâmica do livro.

O autor do relato é um pesquisador, ex membro da ONU, e o texto é escrito em forma de relatórios, e entrevistas, feito de uma maneira a apresentar o fator humano, nessa catástrofe mundial que praticamente dizimou a maioria da população.

Os capítulos são de acordo com entrevistas e relatórios. Mas a história não é linear, é interessante observar os títulos deles, para entender como se desenrolaram os acontecimentos. Do paciente zero ( China) espalhando-se para o mundo.

Os sobreviventes contam suas histórias. Mesmo passando por uma desgraça ou sendo um herói, o personagem só aparece uma vez. Só há uma ligação entre todos, a guerra.

O relatório é recheado de termos técnicos de acordo com o entrevistado, se for um soldado, ele vai falar de técnicas de guerra e por aí vai.

Tudo bem detalhado. Temos a impressão de que realmente aconteceu. Como se fossem fatos reais. Até o Brasil aparece. Há um capítulo muito detalhado que se passa em São Paulo.

Alguns países como Israel, agiram rápido e se protegeram, fechando suas fronteiras, outros não.

No filme, é diferente. Enquanto no livro o relato é pós-apocalipse zumbi, no filme a ação frenética está acontecendo, a catástrofe está se formando e engolindo a população e, acompanhamos Brad Pitt, que é um investigador da ONU, procurando o paciente zero e assim poder encontrar a cura.

Mas tudo dá errado, obviamente. As cenas dos zumbis formando um amontoado até atingir a muralha construída em torno de Israel, é hilária. Eu ri muito.

E os zumbis são muito rápidos, nada de andar devagar ( risos). O filme quase não tem a ver com o livro, salvo o nome ( risos).

Voltando ao livro, mais uma vez os EUA com seu poder bélico tenta partir para força bruta, mas logo percebe que as táticas convecionais não resolvem o problema e que só um tiro na cabeça “mata”os benditos zumbis. Olá?? Nenhum militar ouviu essa regra básica sobre zumbis ( risos).

“Os zumbis não eram os únicos inimigos, pelo menos não no início”

E os Z’s, eles congelam , mas descongelam quando a temperatura aumenta novamente. Quando os EUA perdem a Batalha de Yonkers, os sobreviventes dirigem-se para oeste, usando as Montanhas Rochosas como barreira natural – zumbis congelam . Também muitas pessoas dirigem-se para o Canadá.

Países controlados por ditadores transformaram-se em democracias…tudo muda, o mundo muda, a estrutura geo-política.

A história é uma crítica social, ao governo , também levanta questões ideológicas, morais, políticas ( não contaremos para população o quão grave é), religiosas , o que o medo e a incerteza causa, e as ações e reações dos humanos, entre outras. E Max Brooks critica bem os EUA, apesar de ser norte-americano.

Certa vez li na revista Superinteressante que próprio Max Brooks declarou ser meio paranóico e ter medo de um possível apocalispe zumbi, tanto que escreveu o Guia De sobrevivência Zumbi – Proteção Total Contra Mortos Vivos, antes de Guerra Mundial Z.

Projeto gráfico, tradução, revisão, como sempre bem feitos pela editora.

Um livro interessante e que prende atenção. Recomendo.

O filme vale a pena pela ação frenética. Nada tem a ver com o livro. Só o nome, como mencionei.

Capa, ficha técnica, sinopse

Guerra mundial Z

World War Z

Max Brooks
ISBN: 9788532525550
Editora: Rocco
Número de páginas: 368
Encadernação: Brochura
Formato: 14 X 21 cm
Ano Edição: 2013

Sinopse

Com Guerra Mundial Z, o norte-americano Max Brooks faz uma paródia dos guias de sobrevivência convencionais e expõe a paranoia coletiva que tomou conta do mundo, em especial dos Estados Unidos, na era Bush. No livro, que dá continuidade ao bem-sucedido O guia de sobrevivência aos zumbis, o autor adota um tom científico nas pretensas entrevistas que conduziu com os sobreviventes do ataque que quase extinguiu a humanidade. O narrador de Brooks é um integrante da comissão da ONU encarregado de elaborar o relatório sobre o assustador conflito que quase aniquilou o planeta. Da identificação do paciente zero, contaminado nas ruínas de Dachang, na China, até Mary Jô Miller, a arquiteta de elite que pode pagar para se proteger, passando pelo depoimento de um soldado da infantaria que lutou no conflito, nada escapa à verve do autor.

Irônico, Brooks destaca ainda o quanto os homens são ingênuos em achar que podem se defender de pragas e criaturas alienígenas. Governos corruptos e com interesses eleitoreiros podem destruir qualquer Departamento de Defesa, ou conduzi-lo para o front errado. O autor mostra ainda como as sociedades desmoronaram e foram forçadas a se reorganizar após o colapso das instituições que as mantinham, levando as pessoas a atos extremos de heroísmo e altruísmo, bem como de egoísmo e mesquinhez.

Além de recorrer ao fantástico para traçar um painel das reações humanas diante de crises e tragédias inexplicáveis, Brooks tece comentários ácidos sobre temas diversos como o autoritarismo na China e na União Soviética; a falsificação de relatórios de inteligência por parte do governo dos Estados Unidos para justificar a invasão ao Iraque em 2003; o impacto social e ambiental de grandes empreendimentos como a represa de Três Gargantas, na China; a opressão imposta por regimes fundamentalistas, como o talibã no Afeganistão e o tráfico internacional de órgãos, envolvendo países como o Brasil.

Compre o livro em um dos links abaixo e ajude o Livrólogos :)

Submarino

Saraiva

Livraria da Folha

 

Filme

Guerra Mundial Z ( 2013)

Direção

Marc Foster

Cast

Brad Pitt, Mireille Enos, Elyes Gabel e outros.

Sinopse

Uma terrível e misteriosa doença se espalha pelo mundo, transformando as pessoas em uma espécie de zumbis. A velocidade do contágio é impressionante e logo o Governo americano recruta um ex-investigador da ONU (Organização das Nações Unidas) para investigar o que pode estar acontecendo e assim salvar a humanidade, tendo em vista que as previsões são as mais catastróficas possíveis.

Gerry Lane (Brad Pitt) tinha optado por dedicar mais tempo a sua esposa Karen (Mireille Enos) e as filhas, mas seu amor a pátria e o desejo de salvar sua família acabam contribuindo para que ele tope a missão. Agora, ele precisa percorrer o caminho inverso da contaminação para tentar entender as causas ou, ao menos, indentificar uma maneira de conter o contágio até que se descubra uma cura antes do apocalipse. Começa uma verdadeira corrida contra o tempo, que mostra-se cada vez mais curto, na medida que a população de humanos não para de diminuir.

Trailer

4 estrelas para o filme

Boa leitura e bom filme.

See ya!

Rosana Gutierrez

 

Compre o filme em um dos links abaixo e ajude o Livrólogos :)

Saraiva – DVD

Saraiva – Blue-Ray