Olá a resenha de hoje é “A menina que semeava” , de Lou Aronica

Este é um romance que nos emociona ,pois embora enfoque momentos de angústia, apresenta, em paralelo, meios surpreendentes de superá-los. É o que vamos ver na impressionante história de Crhistopher Astor, um botânico bem sucedido, e a filha Becky, a quem muito amava. Quando os pais se divorciarm, a menina é liberada para passar um dia por semana com o pai. Adorava-a, e também preocupava-se com ela por estar se recuperando de um câncer. Isso ocorrera na primeira infância. Na pré- adolescência, começou a ter alguns sintomas que eram conhecidos de sua amiga ,mais íntima, Lonnie . Becky não se lembrava de todos os detalhes daquele tempo… “Você saiu do refeitório correndo. Cam disse que você estava sangrando.”

A vida segue, e o pai, preocupado com a menina por quem entregaria a vida, se preciso fosse, encontrou uma fórmula mágica de acolhê-la, para que ela se recuperasse mais rápido dos desagradáveis sintomas . Retomaram a criação de um mundo paralelo de fantasia , Tamarisk.

—“ Pai, Tamarisk é um lugar real. Todas aquelas coisas que nós criamos, e muitas outras coisa existem. Eu estive lá.”  Becky começou a viajar para lá com freqüência. A mãe da menina fica sabendo dessa história e se irrita muito. —“Se você está fazendo lavagem cerebral nela com essa baboseira de Tamarisk que a deixou tão iludida a ponto de achar que está viajando para outros mundos nos seus sonhos…”

Becky e o pai estavam sempre atualizando, com novas idéias e histórias, os personagens de Tamarisk.

Polly ficou estupefata quando o eletricista esteve em sua casa, para um pequeno serviço,e relatou passagens de um programa no Discovery que falava sobre mundos paralelos, versões diferentes do planeta Terra. “ Experiência psicopata no entender de Polly.”

O pai da menina , finalmente, acompanha-a nas viagens para Tamarisk que é repleto de personagens solidários que parecem ter o milagroso poder da convalescença. Nada é obstáculo para esse pai ver a filha feliz.

É uma história de angústia e desespero, mas também de esperança e magia em que é quase impossível acreditar que as coisas pudessem dar errado.

Capa, ficha técnica, sinopse

A menina que semeava

Blue

Lou Aronica
ISBN: 9788581632407
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 416
Encadernação: Brochura
Formato: 16 X 23 cm
Ano Edição: 2013
Tradução:

Sinopse

Chris Astor é um homem maduro, um botânico bem-sucedido, mas, especialmente, um pai amoroso. Sua filha – Becky – é, para ele, seu maior e melhor projeto. Mas a garota, tão amada, tem câncer. O que pode um pai quando sua filha foi acometida por uma doença assim, nociva? Como diminuir o sofrimento de uma criança tão amada? Apesar de sua agonia, Chris encontra uma maneira mágica de acolher sua menininha.

Para que ela se recupere bem, e mais rapidamente, ele cria um mundo paralelo, cheio de fantasias, e histórias, e personagens maravilhosos que parecem ter o poder milagroso da convalescência. E nada no mundo, nem sua sanidade, nem seu trabalho, nem mesmo sua mulher serão obstáculos para a determinação deste pai que só tem o propósito de ver sua filha feliz. Uma história sobre desespero, esperança, invenção e descoberta que ultrapassa qualquer razão, qualquer limite, enquanto você revê tudo aquilo em que acredita.

Boa leitura.

see ya!

Rosana Gutierrez

 

Compre o livro em um dos links abaixo e ajude o Livrólogos 🙂

Saraiva

Submarino

Fnac

Livraria da Travessa

Livraria da Folha

em eBook

iba