Olá!

A resenha de hoje é de A primavera rebelde de Morgan Rhodes. Continuação de A queda dos reinos, resenha aqui

Eram três reinos: Auranos , Paelsia e Limeros, que agora são um, regidos pelo rei Sanguinário, Gaius. Ele mantém o povo escravizado e construindo uma estrada que atravessará o que antes eram os três reinos. Tudo isso para encontrar a Tétrade.

Apesar de ser uma continuação e a princípio sob esse estigma, Primavera Rebelde surpreende. A parte violenta foi incrementada, recheada de traições e pessoas fazendo o que for preciso para conseguir realizar seus próprios desejos egoístas , mudanças repentinas , lutas emocionantes e sangrentas.

Há muitas personagens e isso permite que haja mais de uma oportunidade de nos surpreender com reviravoltas e também eliminá-las, o que pode nos deixar tensos durante a leitura, nos prende e isso é muito bom.

Ah, sem contar a parte romântica, onde surgem casais onde não se esperava.

Essa trama é uma grande transição, claro que a procura da Tétrade e derrubar o rei são objetivos, mas sendo o segundo livro, tudo ou parte deles não acontecerá até um próximo livro, apesar das personagens estarem nesse caminho e parte de nossas perguntas obterem respostas.

– Você se aliou ao rei Gaius? – jonas perguntou novamente com palavras ásperas.

Ele era a pessoa mais rude que ela já tinha conhecido. Possivelmente até mais do que o próprio príncipe Magnus.

– Como ousa entrar nos meus aposentos e exigir respostas como essas? Não vou dizer nada.

Agora os inimigos não são os mesmos, tudo mudou. Esposa e filho, querem ver o rei cair, talvez até seu punho de ferro e ações impiedosas não serão suficiente para manter o controle.

Os rebeldes tem novas aquisições, Jonas está disposto a deixar de lado seus problemas com Cleo para alcançar seu novo objetivo. Lucia está sob um sono que mais parece um coma, desde que usou sua magia na invasão, no fim do livro A queda dos reinos.

Magnus cresceu bastante deixando um pouco de lado sua obsessão por poder e Lucia. Agora ele e Cleo terão que casar …

A autora nos brinda mais uma vez com o ponto de vista de vários personagens, cada capítulo é um deles que narra, trazendo profundidade e nuances de cenas que são observadas e assimiladas de forma diferentes por personagens diferentes. Isso definitivamente adiciona uma riqueza enorme para trama. Sim, há muitas mortes mas isso dá emoção a trama.

Magia, mistérios e mortes esperam por você nessas páginas!

A capa é muito bonita, mantendo a original. Diagramação , papel agradáveis à leitura. Recomendo

Queda dos reinos

  1. A queda dos reinos (Falling Kingdons);
  2. A primavera rebelde (Rebel Spring).
  3. Gathering Darkness

Capa, ficha técnica, sinopse

a primavera rebelde - Morgan Rhodes

Primavera Rebelde

Rebel Spring

ISBN:9788565765275
Editora: Seguinte
Número de páginas: 472
Encadernação: Brochura
Formato: 16 X 23 cm
Ano Edição: 2014
Tradução: Flávia Souto Maior

Sinopse

Depois que o rei Gaius de Limeros conquistou as terras de Auranos e subjugou o povo sofrido de Paelsia, passou a dominar toda a Mítica com seu punho de ferro. A rica população de Auranos parece não se importar com o novo governante, desde que seus privilégios sejam mantidos; os paelsianos, como sempre, aceitam seu destino de exploração. Mas a tranquilidade é só aparente: grupos rebeldes começam a surgir nos reinos dominados, questionando as mentiras e os métodos sangrentos do novo rei.

Enquanto isso, Gaius obedece à sua mais nova conselheira e dá início à construção de uma estrada passando pelas temidas Montanhas Proibidas. Mas essa via não servirá apenas para interligar os três reinos: ela faz parte de uma busca pela magia elementar, perdida há mil anos, que conferirá ao tirano um poder supremo. O que ninguém esperava era que essa obra desencadearia uma série de eventos catastróficos, que mudarão aquelas terras para sempre e forçarão Cleo, Magnus, Lucia e Jonas a tomar decisões até então inimagináveis.

Compre o livro em um dos links abaixo:

Buscapé

 Fnac

Submarino