Olá!

O autor de Silo, Hugh Howey originalmente publicou Silo em formato digital e de forma independente, tornando-se best seller pela Amazon e pelo New Your Times.

Caso você tenha interesse em escrever um livro e autopublicá-lo, o Brasil dispõe de várias plataformas para isso, inclusive a Amazon. Selecionei algumas para falar um pouco sobre elas.

Quem sabe você que está lendo agora este post não será o próximo autor best seller?

Kindle Direct Publishing (KDP) Permite aos autores publicar seus livros em formato digital (mobi) para leitura no Kindle. A plataforma da Amazon é de fácil publicação e os e-books são comercializados no site da Amazon. O livro é publicado em 24H. Pode ser em vários idiomas. O autor pode receber até royalties de até 70%, mas leia bem as instruções que estão no site, ao publicar, pois  “Durante o período de exclusividade, você não poderá distribuir seu livro no formato digital em nenhum outro lugar, incluindo o seu prórpio site, blogs, etc. No entanto, você poderá continuar distribuindo seu livro no formato físico ou em qualquer outro formato que não seja o digital”.

Google Play – Você deve ter uma conta no google. E eles aceitam arquivos em formato PDF ou ePub. Veja mais informações aqui e como se registrar como desenvolvedor e publicar seus livros aqui. O Google não pede direitos exclusivos para vender edições digitais de seus livros, é possível vendê-las por meio do Google Play e de outros varejistas. Não há custo para a venda de livros no Google Play.

iBooks Author – Para vender seus livros no iTunes, você deverá preencher a inscrição aqui , e assim como no google play, sua conta será de desenvolvedor. Caso você utilize formato pdf ou epub não serão cobradas taxas, mas se usar o formato ibooks, sim. Mas a Apple é bem detalhista e explica direitinho como proceder.

Silo Hugh Howey

Publique-se – Seus livros estarão a venda nos sites da Saraiva e Siciliano. Será necessário assinar um contrato e reconhecer em cartório. Você pode enviar os arquivos em pdf. E você recebe 35% de royalties ( cada venda).

Kobo Writing Life – Permite a publicação de e-books para o Kobo. É simples, você pode “upar”seu livro em formato *.doc ( word) e a plataforma converte em epub.

Bookess – A Plataforma brasileira possibilita ao autor publicar e comercializar seu livro seja no formato digital ou impresso. Fácil de configurar, o site dá a opção de comercialização ou disponibilização de arquivos on-line.

Clube de Autores – Pioneira em autopublicação no Brasil, permite a venda de livros digitais e impressos e ao longo de sua existência se mostrou muito útil na publicação de poesias e crônicas, e especialmente livros técnicos.

Clube dos Escritores – Aberto aos autores que tem suas obras publicadas ou não e que detenham os direitos de copyright sobre seus livros, basta solicitar a partir do site o contrato de associação.

E-Galáxia – Lançada na FLIP, a platarforma é um projeto que busca um olhar diferenciado na produção de e-books.

Testei a maioria das plataformas. Quem está começando agora, com certeza a Writing Life da Kobo é disparada a maneira mais simples, depois a KDP da Amazon. A ibookstore e google play, exigem um pouco mais de conhecimento, como a criação de conta de desenvolvedor e no caso da ibookstore, você terá um caminho mais longo, pois eles pedem mais informações.

Abaixo alguns sites úteis que serão necessários durante algumas das inscrições para autopublicação

Para obter ISBN – Site Isbn

Código SWIFT: http://www.theswiftcodes.com/brazil

Mas a publicação é o passo final. Não esqueça que após escrever seu livro, você deverá ter beta readers para opinarem, enviar a um revisor, será necessário copidesque, pois as personagens não podem de repente mudar de nome, ou a história ficar sem pé nem cabeça ( kkkk) , deve haver continuidade, você também precisará de um designer gráfico para criar o projeto gráfico, no caso de eBook, também é bom consultar o designer, e não esqueça do capista.

Boa publicação!

Rosana Gutierrez

Selo Silo