myou copa

E não é que hoje é quarta, dia de… Myooou! Nossa, agora pareceu aquele cachorro que fazia propaganda daquele produto da Yakult e uivava um Tonyuuu… parece também o site do Yahoooo… nossa agora me superei, foi mal gente… melhor começar de novo antes que eu perca o emprego logo no primeiro post. Ah, por favor, não digam que meus olhos são tão pequenos quanto o do Mr. Magoo. Chega, agora é sério!

Meu nome é Myou, prazer! Essa também foi muito formal, todo mundo sabe quem eu sou. Basta olhar o desenho acima.

Bom, desisto, vamos ao que interessa. Estamos em clima de Copa do Mundo e como sou muito observador, venho prestando atenção em um monte de coisas…

Antes que alguém faça uma piada sem graça, eu não fiquei olhando pernas de nenhum jogador, mas já as gringas… xiii, a patroa vai ler isso e não vai gostar. Sou só seu viu, lindinha!?

E a abertura? Vou me segurar para não rir muito… haha. Desculpe, mas não aguentei! Não pude deixar de comparar com a festa junina que tinha no meu colégio e que era mil vezes melhor que a da copa.

E o Fuleco? Gostei do mascote, achei bem simpático… mas cadê o bicho? Além do bicho ter sumido, o verbo Fulecar (é verdade, esse verbo existe) significa perder todo o dinheiro que se leva ao jogo… hahaha, sem comentários. E ainda dizem que o nome dado ao tatu bola é a junção de futebol com ecologia. Agora então pergunto, não seria melhor FuTeco? E eu respondo: Não! Não seria melhor … coisa nenhuma (hahaha… enganei vocês! Pensaram que eu fosse dizer outra coisa, né?)

E temos cada vez mais canais de esporte e a temporada à caça de comentaristas logo terminou. Chamaram um monte de ex-jogadores, ex-técnicos e pessoas também que sabem tanto quanto qualquer um para comentar, só esqueceram de avisá-los de como se comportarem diante da telinha. É gente que fica olhando para o teto enquanto o apresentador conversa com o estúdio central, a maquiagem que derrete em cidades de clima quente, repórter que fica jogando no celular, juiz que… bom, esse assunto deixaremos para os especialistas no assunto.

Sim, os ex-árbitros erravam tanto como os de hoje, mas cansaram de ouvir tantos elogios que eram feitos às suas mamães… ops, vou redigir de novo, mas que atualmente comentam e criticam com os mesmos recursos que um juiz que está lá no campo tem: replay, slow motion, zoom, linha de impedimento, etc. Hahaha.

E depois que o jogo termina? Parece brincadeira, mas me divirto muito assistindo o pós-jogo na TV. Dizem que jogadores de futebol sempre respondem a mesma coisa, mas já prestaram atenção nas perguntinhas que vários repórteres fazem? Juro que se eu fosse jogador ou técnico, não teria muita paciência.

Selecionei algumas perguntas que ouvi nesses últimos tempos e escrevi as respostas que esses repórteres mereceriam escutar:

 

1.Repórter: Como você se sente após fazer o gol da vitória aos 45 minutos do segundo tempo?

Myou: Estou super, mas super decepcionado. Sabe aquele dia em que você se levanta e fala, hoje eu vou perder todos os gols? Foi assim que eu acordei e imagina a minha decepção ao fazer o gol. Fiquei muito bravo ao ver que o goleiro não defendeu o meu chute que ocasionou o gol.

2.Repórter: Depois da segunda derrota consecutiva, você acha que o time vai se classificar?

Myou: Claro que não!

3.Repórter: O seu time perdeu com um gol nos acréscimos do segundo tempo. Você acha que o árbitro deu pouco tempo de acréscimo?

Myou: Não, eu acho que o árbitro deveria dar mais tempo para o meu time tomar mais gols.

4.Repórter: Você acha que o pênalti existiu?

Myou: Pergunta para o juiz da partida.

5.Repórter: Qual o esquema tático que o técnico vai usar na próxima partida?

Myou: Anote aí. É o 2-2-1-0

Repórter: Um momento, só tem 5 jogadores nesse esquema! E por que o zero no final?

Myou: Porque após 5 perguntas ridículas, respondo Zero perguntas. Chega, cansei de vocês! A coletiva está encerrada.

Repórter: Só mais uma coisa, o time vencedor tem direito a pedir uma música para tocar nos gols da rodada do nosso programa.

Myou: Pessoal, como tiro a p %#@$&* desse microfone? Não o meu microfone, desse f @**&##* desse repórter.