Olá!

Confira a resenha de A ascensão de Talulla de Glen Duncan.

Nesta continuação da trilogia, iniciada por O último Lobisomem, além da WOCOP ( Organização Mundial para o Controle de fenômenos Ocultos) com seus caçadores e cientistas há uma história de um vampiro poderoso que está vindo e um culto 😉

Trilogia O último Lobisomem

  1. O último Lobisomem (The Last Werewolf – 2011);
  2. A ascensão de Talulla ( Talulla Rising – 2012) ;
  3. By Blood we live.

O título do primeiro livro, O último Lobisomem, nos leva a pensar que Jake era o último lobisomem, assim como ele também pensava isso, mas ele conhece Talulla. Ela foi mordida e está grávida dele e Jake é morto com uma bala de prata.

Agora, em a Ascenção de Talulla, acompanhamos a vida de Talulla do ponto que terminou o primeiro livro. Mas ao contrário da narração genial de Jake Marlowe , com seu tédio pela existência, achei este menos empolgante.

Quem não leu o primeiro, vai se deparar com um monte de spoilers.

“Ela mal se acostumara com a deliciosa satisfação de ser todo tipo de coisas horríveis, mas pelo menos não ser uma maldita mentirosa (…) , quando certa noite foi mordida por um lobisomem no deserto do Arizona e foi obrigada a dizer adeus para sempre ao nível de superioridade moral. Ela descobriu que não somente era capaz de matar e comer gente uma vez por mês, mas que era capaz de matar e comer gente uma vez por mês e amar aquilo. ”

Inicia-se com Talulla grávida e somente com a ajuda de Cloquet no meio do Alasca. Sequestram e mantém uma jovem , Kaitlyn , no porão só por garantia, por conta da fome. Assim que Talulla dá a luz a um filho , há ataque de vampiros, e seu recém-nascido é sequestrado. Mas algo inesperado acontece e ela dá a luz a outro, um gêmeo, uma menina.

Há um “culto” de um lendário vampiro que está por vir, e rumores de que os vampiros estão caminhando à luz do dia. Há uma história que um vampiro mordido por um lobisomem passa a ter tolerância a luz . E seu filho será sacrificado em um ritual , para os vampiros que desejam imunidade dos danos do sol.

O que a diferencia de outros lobisomens é que se preocupa, se angustia, pensa que pode não ser uma mãe. Seu bebê está sem ela, talvez morrendo aos poucos em uma prisão de vampiros.

Atormentada por culpa e com sede de vingança, ela vai colocar a si mesma em risco para resgatá-lo, mas é perseguida.

A WOCOP está atrás de lobisomens, para matá-los . Com um novo líder, um fanático – imagine um monte agente secreto, ao mesmo tempo uma inquisição – é isso que são eles, além do rumor do vampiro poderoso.

Mas a força de uma mãe atrás de sua prole pode ser mais forte que qualquer outra força.

Nenhum vampiro brilha e nenhum lobisomem anda sem camisa kkkkkk

Duncan mantém as tradições de lobisomens e vampiros, e sustenta um tom ao mesmo tempo inteligente e cruel. Com um confronto final regado a velas e um eclipse da lua. Mesmo o autor desenvolvendo bem a trama e com metáforas, eu ainda acho o primeiro livro, e Jack, o protagonista, mais interessantes.

Capa é igual a americana, gostei bastante de manterem o padrão. O projeto gráfico e a cor do papel amarelado são agradáveis à leitura.

capa, ficha técnica, sinopse

talulla

 A ascensão de Talulla

Talulla Rising

Glen Duncan

ISBN: 9788501092366
Editora: Record
Número de páginas: 420
Encadernação: Brochura
Formato: 14 X 21 cm
Ano Edição: 2014
Tradutor : Marcelo Schild

Sinopse

A fascinante continuação de O Último Lobisomem. – sucesso na Inglaterra.

Jake Marlowe está morto, mas seu legado como último lobisomem ainda sobrevive. Sua amada Tallula não só foi infectada por ele como carrega um filho dos dois. Refugiada no Alasca, ela conta com a ajuda do fiel Cloquet para dar à luz. Com a chegada da lua cheia, Talulla vê o pesadelo de sua vida ganhar forma em outro ser ao segurar o filho nos braços. Mas seu tormento está apenas começando: ela é atacada por um grupo de vampiros que sequestram seu filho. Talulla então se lança em uma caçada mortal para resgatá-lo, na qual terá de enfrentar o vampiro mais antigo e poderoso do mundo.

Com uma narrativa sombria, inteligente, sensual e comovente, que arrebatou inúmeros leitores em O Último Lobisomem, Glen Ducan constrói uma heroína como jamais se viu.

“Grandioso, irresistível. Duncan escreve com uma aspereza e um humor que reverencia o que há de melhor na cultura pop.” – Dallas Morning News

Boa leitura

See ya!

Rosana Gutierrez

 

Compre o livro em

 

Submarino

Buscapé