Olá confira a resenha do livro 100 filmes da literatura para o cinema do autor Henri Mitterand.

Gosto tanto de livros quanto de filmes e não dá para eu pensar em um sem pensar em outro. Além da formação em produção de vídeo, sou uma entusiasta do cinema também. E adoro cinema francês como dá para notar nas várias resenhas de filmes franceses no Livrólogos.

Bom, ao ver um livro sobre literatura e cinema, escrito por um francês, eu fiquei muito entusiasmada, e logo escolhi o livro nas opções da editora Record.

O Autor Herri Mitterand, não fala só do cinema francês, ele aborda de grandes clássicos a filmes emblemáticos e até animações hollywoodianas. Sempre com um bom gosto e bom senso incríveis. Sendo um professor de literatura, e crítico profissional, ele tem uma análise profunda e didática. É difícil fazer uma adaptação de livro para o cinema, as escolhas não são simples para se fazer o roteiro.

O autor fala na apresentação do livro que “o público é mais sensível ao fracasso de uma adaptação de um título famoso do que ao de um filme com roteiro livre.”

Em muitas conversas com amigos e em eventos literários que participo, acabamos sempre falando sobre filmes adaptados de obras, e os mais “apedrejados”são mesmo os famosos.

A cada obra/filme analisados o autor aponta pistas pedagógicas onde ele fala de algo como o contexto da época que foi filmado ou que se passa de fato a obra, do povo e representações na tela, dos temas, o que o filme retrata em comparação ao que está acontecendo na época que o filme foi lançado, as metáforas etc.

O livro não é só para amantes do cinema e literatura, mas para estudantes, entusiastas, curiosos e para quem quer adquirir um pouco mais de conhecimento.

Achei particularmente interessante  a seção “Como abordar a adaptação”de Bérénice Bonhomme, uma colaboradora, ilustrando como um roteiro é feito, como é adaptado e assim entendermos como abordar a adaptação.

São 100 filmes abordados, com capas originais em francês <3 , suas sinopses , fichas técnicas e análise.

Cito alguns como Doutor Jivago, que mostra a revolução russa, o autor fala em suas pistas pedagógicas  sobre a música de cinema e o seu papel na recepção de uma obra cinematográfica ( Ennio Morricone é um compositor, ícone, ganhou inúmeros Oscar), Crônica de uma morte anunciada, fala sobre crime de honra, a temporalidade no cinema e romance, o fantástico Kubrick e 2001: uma odisseia no espaço, que reflete bem o psicodelismo da época e também a conquista da lua, uma obra de ficção científica conhecida por todos, ah não posso deixar de citar O senhor dos Anéis, O nome da Rosa e meu preferido , Os miseráveis,  que segundo o autor teve inúmeras adaptações, mas nenhuma obra prima, eu gostei muito da interpretação de Liam Neeson e em outra versão, Gerard Depardieu, como Jean Valjean, ambas adaptações não citadas pelo autor, que fala sobre a de 1934, 1958 e 1982.

Um livro para se ter em casa e consultá-lo sempre.

 

Capa, ficha técnica, sinopse

100 filmes da literatura para o cinema - Henri Mitterand

100 filmes da literatura para o cinema

Henri Mitterand

ISBN: 9788576846697
Editora: BestSeller
Número de páginas: 352
Encadernação: Brochura
Formato: 18 X 23 cm
Ano Edição: 2014
Tradução: Clóvis Marques

Sinopse

Desde o começo, o cinema sempre procurou a literatura como fonte de inspiração. No entanto, o segredo para transpor a história das páginas para a tela parece conhecido apenas por alguns poucos. Por que nomes como Kubrick, Renoir e Bresson foram capazes de criar obras capitais enquanto outros fracassaram enormemente? Este livro examina a arte e a técnica da adaptação através de cem casos que levantam questões amplamente diversificadas. Este mergulho edificante no mundo da sétima arte mistura filmes de diversas nacionalidades, épocas e gêneros, da literatura policial à ficção científica. Uma ferramenta para todos — escritores, roteiristas e cinéfilos — que, através de exemplos concretos, vai proporcionar uma nova visão sobre a adaptação literária para o cinema.

Boa leitura

See ya!

Rosana Gutierrez