Olá!

Confira a resenha do livro O pintassilgo da autora Donna Tartt.

Theodore Decker tem 13 anos e mora com a mãe, em Nova York, desde que o pai os deixara. Ela foi convocada para uma reunião na escola de Theo e como iam chegar muito cedo, resolveu aproveitar o tempo visitando um museu de arte.

A mãe do garoto acrescentava explicação extra diante da legenda de cada tela que observavam. Ela para diante de uma tela que a fascina — é a pintura de um pássaro. A reprodução da tela estava num livro que ela tinha visto, várias vezes, quando era criança em um livro da biblioteca.

“Esta é a primeira pintura que eu realmente amei, dizia minha mãe. Comecei me apaixonando pelo pássaro…”

Era um quadro pequeno, o menor da exposição, e o mais simples: um pintassilgo amarelo…preso ao poleiro por um tornozelo. Ele tem um significado histórico, e é muito famoso. Foi  pintado por Fabritius, na Holanda. Esse pintor morreu em seu estúdio, por ocasião de um incêndio. Quase toda a sua obra foi consumida pelo fogo. Foi por volta de 1600.

Próximo a eles, caminhava, com interesse pela história, um velhinho acompanhado por uma garotinha. Curioso, Theo mira a garota .

De repente, uma explosão atinge o museu e Theo se vê em meio aos escombros bem perto daquele velhinho que há pouco observava as telas.

O garoto vê um quadrinho (o pintassilgo). Pega-o e também recebe desse senhor um pesado anel de ouro e um endereço, que apesar de aturdido, grava na memória. O senhor para de respirar, e o garoto  faz um esforço enorme para sair dali e tomar o rumo de casa. Sua mãe sucumbiu, como tantas outras pessoas que estavam naquele local.

Theo ficou só e foi encaminhado para a casa de um amigo, Andy Barbour, de família abastada.

Na escola, ele não conseguia se comunicar com os colegas. Sofrendo pela ausência da mãe, Theo guarda como uma relíquia preciosa o quadro do pintassilgo com a história que a mãe lhe contara. Ele a mantém escondida na mala.

Um dia, depois da aula, Theo procura o endereço dado pelo velhinho. Encontra Hobie, um  restaurador de peças antigas. O velhinho era o senhor Welty que cuidava das relações públicas e venda das peças.

Ele entrega o anel e, para sua surpresa, a menina Pippa está na casa se recuperando do terrível atentado. Visita a menina com certa frequência até que a mãe vem buscá-la.

Theo está triste e só e, para piorar a situação, o pai dele, Larry e a namorada Xandra, o localizam e Theo parte para Las Vegas com eles. Moram em uma casa grande, que seu pai mantém com o dinheiro de apostas.

O garoto fica a maior parte do tempo só, até que conhece, no ônibus , de volta da escola, Boris, filho de imigrantes russos. Cujo pai trabalha na mineração e exploração. Tem um cargo importante e viaja pelo mundo. Filho único, como Theo, fazem logo amizade . Passam  muito tempo juntos bebendo, fumando maconha ,vendo filmes na TV , praticando pequenos furtos e cuidando do cachorro de Xandra.

O pai de Theo morre e ele volta para Nova York. Termina os estudos e vai trabalhar com Hobie comercializando as peças do antiquário.

Theo começou a vender falso por originais, pois Hobie não se interessava pela parte comercial da loja. Enganando compradores inexperientes, Theo tirou a loja do vermelho. Aprendeu que no comércio de antiguidades, não há preço correto. “O objeto valia o que quer que você conseguisse fazer o cliente pagar.”

Ele estava triste e as esperanças de relacionamento com Pippa eram irreais.” Víamos duas vezes por ano.Trocávamos e-mails sem muita regularidade.”

Reencontra, por acaso, Boris, enquanto caminhava. Conta com o amigo para a devolução da tela ao museu. Mas o envolvimento de Theo o coloca no alvo de uma terrível conspiração. Sua vida estava alicerçada em um segredo que a qualquer momento poderia lançá-la aos ares.

O livro é extenso mas a autora criou uma trama que mantém o interesse. O que será que está por trás desse segredo?

Capa bem significativa, diagramação e papel agradáveis à leitura.

leia um trecho aqui

Capa, ficha técnica, sinopse

o pintassilgo

O Pintassilgo

The Goldfinch

Donna Tartt

ISBN:  9788535924688
Editora: Companhia das letras
Número de páginas: 792
Encadernação: Brochura
Formato: 16 X 23 cm
Tradução: Sara Grünhagen

Sinopse

Quando Theo Decker, nova-iorquino de treze anos, sobrevive milagrosamente a um acidente que mata sua mãe, o pai o abandona e a família de um amigo rico o adota. Desnorteado em seu novo e estranho apartamento na Park Avenue, perseguido por colegas de escola com os quais não consegue se comunicar e, acima de tudo, atormentado pela ausência da mãe, Theo se apega a uma lembrança poderosa de seu último momento ao lado dela: uma pequena, misteriosa e cativante pintura que acabará por arrastá-lo ao submundo da arte.
Já adulto, Theo circula com desenvoltura entre os salões nobres e o empoeirado labirinto da loja de antiguidades onde trabalha. Apaixonado e em transe, ele será lançado ao centro de uma perigosa conspiração.
O pintassilgo é uma hipnotizante história de perda, obsessão e sobrevivência, um triunfo da prosa contemporânea que explora com rara sensibilidade as cruéis maquinações do destino.

Boa leitura

See ya!

Rosana Gutierrez

 

Compre o livro no link abaixo

Submarino