herege

“Porque Ayaan Hirsi Ali é uma demonstração viva de que, não importa quão estritos sejam a doutrinação e a opressão exercidas sobre um ser humano, o espírito rebelde e libertário sempre é capaz de romper as barreiras que se empenham em subjugá-lo.” — Mario Vargas Llosa

Ayaan Hirsi Ali, autora do best-seller Infiel, faz nesse livro um apelo poderoso por uma reforma do islamismo, como único modo de acabar com o terrorismo, as guerras sectárias e a repressão contra mulheres e minorias. Desafiando com coragem os jihadistas, ela identifica as cinco mudanças que precisam ser feitas na religião islâmica para que muçulmanos abandonem os dogmas que os prendem ao século VII. Segundo Ali, “o islã não é uma religião de paz”; o Ocidente deve apoiar os reformistas muçulmanos e não tolerar os extremistas. Concluído logo depois do ataque ao Charlie Hebdo e num momento em que milhares de pessoas ainda são mortas em nome de Alá, o livro oferece uma resposta a um dos mais graves problemas do mundo hoje.
boa leitura