Avaliação

Jessica Wild está com um belo problema. Para receber 4 milhões de libras, tem que casar com Anthony Milton e só tem 50 dias para isso. Detalhe: ele mal sabe que ela existe e é seu chefe e obviamente nem pode desconfiar das razões dela . É uma série, então com certeza a Jessica Wild vai aprontar bastante ainda e como um bom chick-lit, nossa heroina é meio sem noção para muitas coisas, mas a risada é garantida.

7.5
Nota

“Uma comédia espirituosa, brilhante e encantadora. Amei.” – Sophie Kinsella

Olá!

Confira a resenha do livro 1 milhão de motivos para casar de Gemma Townley. É um chick-lit bem divertido. E é uma série.

Jessica Wild series

  1. 1 milhão de motivos para casar – The Importance of Being Married (2008);
  2. A Wild Affair (2009);
  3. An Ideal Wife (2010) .

Jessica Wild está com um belo problema. Para receber 4 milhões de libras, tem que casar com Anthony Milton e só tem 50 dias para isso. Detalhe: ele mal sabe que ela existe e é seu chefe e obviamente nem pode desconfiar das razões dela .

A avó de Jessica, uma mulher dura e que exige nada menos que autossuficiência, cuidou de Jess depois que sua mãe morre. O pai ela nunca soube quem era.

Agora, adulta, Jess trabalha em uma agência de publicidade, divide o apartamento com Helen que se tornou sua melhor ( e única) amiga, e é autossuficiente, não é chegada a futilidades, está sempre mais preocupada com o trabalho do que com diversão ou um namorado.

O livro começa com o Projeto casamento, ela elabora um plano, junto com Helen, como se fosse um cliente da agência e parte para o ataque. Mas o que levou a esse projeto, acontece antes, claro. Sua avó vai para uma casa de repouso e Jess vai visitar a avô ( que continua chata) e está comentando de seu emprego, de Anthony Milton ser bem sucedido e aparece uma doce velhinha, Grace, que é o oposto de sua avó e entra na conversa. Jess e Grace ficam amigas. A avó dela falece, Grace faz questão de pagar tudo, e a vida segue. As visitas continuam e elas criam um laço bonito de Amizade, mas Grace acredita que deve haver amor e casamento, família.

Para deixar Grace feliz, ela acaba dizendo que namora o Sr Milton ( ha ha ha) e com o tempo e insistência de Grace, isso acaba em casamento fictício, claro, a ponte dela comprar alianças (de bijouteria). Agora ela é a Sra. Milton. E ele é um homem maravilhoso, amoroso, etc.

Um advogado, Dr Taylor,  bate a porta de Jess e comunica o falecimento de Grace , fala do enterro e de um testamento. Jess fica arrasada. Conta que Grace tinha um filho que foi deserdado e há anos não falava mais com ele, ou seja sem outros herdeiros. E fica sabendo que Grace era Lady Hampton, riquíssima e que deixou a Granja Sudbury, além de 4 milhões de libras para a sra. Jessica Milton que terá 50 dias para assinar os documentos. Aí começa o problema.

No trabalho, Jessica sempre tem que lidar com a interesseira da Marcia, que a deixa em uma enrascada numa apresentação, mas por conta da criatividade de Jess, ela acaba conseguindo o cliente e a conta vai para ela administrar. Marcia é fútil, só pensa em comprar e em virara os olhinhos com ar de devoção para o chefe – Anthony Milton.

Jess está perdida, seu chefe mal a nota. Ao contrário do sócio dele, Max. Ele é o chefe direto dela. Parece que há um zumbido aí entre os dois, mas o foco de Jess é o Anthony Milton ( hahaha).

São muitas peripécias para laçar o marido. Helen a ajuda, fazem um “extreme makeover”em Jess, até a leva para umas aulas com Ivana, que ensina algumas coisinhas para ela, como dizer Jessica Wiiiild, de maneira bem sexy. Wild quer dizer selvagem.Mas Jess é muito sem jeito , de Wild só mesmo as trapalhadas.

E agora com esse novo visual e comportamento, ela chama a atenção de Anthony que a convida para sair. Max não a reconhece e fica meio estranho com ela.

Eles se encontram e no fim, Anthony e Jess acabam na cama, mas tudo vai para os ares quando ele vai ao banheiro e ela lê uma mensagem de Marcia no celular, que deixa muita dúvida. Ela o manda embora. Na empresa, Marcia diz que foi um mal entendido e acerta as coisas, mas fica uma desconfiança no ar.

Enquanto isso, Ivana e seu marido Sean, colocam um plano de fazer Anthony se rastejar atrás de Jess. Todo dia chega um buquê de flores, um presente, um bilhete de um suposto ex de Jess. Isso deixa Anthony mais interessado.

As situações que Jess se coloca e tudo o que acontece rendem muitas risadas. Ela está enrolando o advogado até conseguir casar. É tanta enrolação, tantas mentirinhas e desculpas que não sei como ela consegue administrar ( hahaha).

Sentimos que Max gosta dela, que há algo ali. Mas agora Jess conseguiu o que queria. Vai se casar e se tornar a sra Milton. Mas não sem antes deixar o leitor ansioso, com a organizadora de casamentos, enrolar o advogado, ser a Jessica Willlld , cuidar da conta do cliente na empresa e não sei como ela aguenta essa Marcia, ela é muito mala e dá ordens como se fosse a chefe de Jess.

São muitas peripécias e surpresas até o fim. E tudo acontece rápido. Afinal Jess tem só 50 dias.

É uma série, então com certeza a Jessica Wild vai aprontar bastante ainda e como um bom chick-lit, nossa heroina é meio sem noção para muitas coisas, mas a risada é garantida. Recomendo

Capa bem legal. Diagramação e papel agradáveis à leitura. Só achei que o título poderia se “Milhões de motivos para se casar”, pois ela vai herdar 4 milhões e não 1 e o trocadilho teria mais a ver 😀

Capa, ficha técnica, sinopse

um milhao motivos casar

1 milhão de motivos para casar

The Importance of Being Married

Gemma Townley

ISBN: 9788501400482
Editora: Record
Número de páginas: 391
Encadernação: Brochura
Formato: 16 X 23 cm
Ano Edição: 2015
Tradução: Alice França

Sinopse

Quatro milhões de libras. Para Jessica Wild, este é um valor que ela nunca mesmo, em seus sonhos mais loucos, conseguiria ter. Porém, é mais ou menos o quanto ganha quando sua amiga Grace morre e a deixa como herdeira. O único obstáculo entre Jess e a fortuna é um detalhezinho no testamento: seu nome aparece como Sra. Jessica Milton.

A questão é que… bem… Grace sempre perguntava sobre a vida amorosa de Jess. Ela, por sua vez, descrente no amor e na felicidade conjugal, acabou inventando um namorado — que viria a se tornar seu marido — de mentira. O sortudo foi Anthony Milton, seu chefe. E agora Jess se vê em um beco sem saída: a única maneira de conseguir a herança é se casar com Anthony. Em cinquenta dias. E sem que ele saiba o verdadeiro motivo.

Jessica então terá de usar todas as manobras possíveis para conseguir o sucesso da nova empreitada: o Projeto Casamento.

Boa leitura

See ya!

Rosana Gutierrez

 

Compre em

Buscapé

Amazon