Kate Elizabeth Russel – Minha sombria Vanessa @intrinseca #resenha


Minha sombria Vanessa

Entrar de mansinho ou com o pé na porta? Ao escolher abuso sexual como tema de seu romance de estreia, a escritora Kate Elizabeth Russel tomou uma decisão tão acertada quanto corajosa. É claro que tratar de um tema tão denso exige cuidado, sensibilidade e a experiência, que certamente ainda falta para a autora, tendo em vista que esse foi seu primeiro trabalho, mas que foi devidamente compensada com uma escrita soberba, fruto, é claro, de talento, mas também de estudo, como comprova seu doutorado em Escrita Criativa.

Como consumidor, digo que um dos modismos que mais me desagrada – talvez mais por falta de hábito – é a alternância entre planos temporais, muito comum em séries e livros atuais. Óbvio que uma narrativa totalmente linear é mais palatável, mas uma verdade que Minha sombria Vanessa registra é que qualquer fórmula de narração é válida quando bem executada. Assim, de forma coesa e organizada, o leitor é transportado, não apenas para o colégio interno onde Vanessa viveu seu trauma, mas para diversos períodos do futuro que mostram como ela não o superou e até sua dificuldade em classificá-lo como tal. Na verdade – e muito devido às artimanhas psicológicas de seu professor – ela sequer conseguia enxergar a maldade nos atos dos quais fora vítima, fato que, como mostrado no livro, interferiu diretamente em suas relações futuras.    

As citações ao clássico Lolita, de Wladimir Nabokov, são óbvias, mas fundamentais até para explicitar o que Vanessa não era, mas passou a se sentir por influência de um professor mais preocupado com sua culpa do que com os traumas das Lolitas que ele fabricava.

Por fim, um excelente romance – ainda mais para uma estreia. Um livro com ótimo timing, tanto de escrita, quanto como de lançamento, que entende, que desmistifica, pontifica diferenças, desfaz estereótipos, e que sabe que traumas são, acima de tudo, questões pessoais, e que ninguém tem o direito de julgar como o outro lida com o seu – mesmo que muitas vezes uma luta pessoal possa, sim, ajudar em uma coletiva.

Capa, ficha técnica, sinopse

Minha sombria Vanessa

My dark Vanessa

Kate Elizabeth Russel

ISBN: 9788551006276
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 432
Encadernação: Brochura
Formato: 23 x 16 cm
Edição: 2020

SINOPSE

Em 2000, Vanessa Wye é uma estudante solitária de ensino médio. Talentosa e com o sonho de ser escritora, Vanessa diz não se importar de ficar sozinha, principalmente quando seu professor de inglês, Jacob Strane, um homem de 42 anos, começa a prestar atenção nela, elogiando seu cabelo, suas roupas e lhe emprestando alguns de seus livros favoritos ? como Lolita, de Nabokov. Antes que Vanessa perceba, os dois embarcam em uma relação e a jovem acredita que o professor a ama e a considera especial. Mais de uma década depois, uma ex-aluna acusa Strane de abuso sexual, e Vanessa começa a questionar se o que viveu foi realmente uma história de amor ou se não teria sido ela também uma vítima de estupro. Mesmo depois de tantos anos, Strane ainda é uma presença constante em sua vida. Como ela seria capaz de rejeitar o que considera seu primeiro amor?Alternando entre presente e passado, o livro justapõe memória e trauma ao entusiasmo de uma adolescente descobrindo o poder do próprio corpo. Instigante e impossível de largar, o livro retrata com maestria a adolescência conturbada e suas consequências, para refletir acerca de liberdade, consentimento e abuso. Escrito com intimidade e intensidade assustadoras, Minha sombria Vanessa capta brilhantemente os costumes culturais em transformação que guiam nossos relacionamentos e a própria sociedade.

Compre o livro na Amazon

Previous O poço #filme #netflix @NetflixBrasil
Next Cátia Bazzan - Cuide-se #resenha

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *