Porta dos Fundos – Teocracia em vertigem


Arrombando a porta do Natal!

Acho que todos se lembram da polêmica em torno do Especial de Natal do Porta dos Fundos em 2019, não é mesmo? O tal Jesus supostamente gay enfureceu muito gente, gerou processo, ataque terrorista, críticas severas da notória deputada Flordelis, e o pior: foi difícil defender o Porta. Não que eu me importe se Jesus era hetero, bi, gay, pan ou assexuado, mas a verdade é que o filme é ruim. A falta de graça e a história fraca me fizeram olhar com desdém para Teocracia em Vertigem, o especial deste ano, mas resolvi encarar e que surpresa maravilhosa!

Com produção de encher os olhos e óbvia vontade de partir pra cima do governo federal e seus apoiadores, o filme satirizou o documentário de Petra Costa – que, aliás, faz uma participação especial – e usou de fina ironia e artilharia pesada para contar aos seus olhos o momento político vivido pelo Brasil. Sem meias palavras, Teocracia em Vertigem fala de bandido de estimação, de laranjal, de minions, de cultura do cancelamento, votações parlamentares absurdas e tudo o mais que nos levou ao caos político em que nos encontramos.

A sátira é descarada e tem atuações espetaculares como Gregório Duvivier satirizando Ratinho e outros apresentadores de nível similar; uma versão romana do icônico policial Peçanha, eternizado por Antônio Tabet; e claro, Fábio Porchat no papel de Jesus Cristo, falando até do atentado que a sede da produtora sofreu no ano passado.

O deboche, a coragem e a qualidade do grupo de humoristas fizeram-se presentes como há algum tempo não se faziam, mas cabe a pergunta: a provocação e as críticas são bem mais agressivas do que em anos anteriores, mas tem rendido menos polêmica. Será que o que causa revolta é apenas a suposta homossexualidade de um messias?

*Você encontra o especial de Natal 2020 – Teocracia em Vertigem – no canal do Porta dos Fundos no Youtube

AS IDEIAS E OPINIÕES EXPOSTAS NOS ARTIGOS, TEXTOS E COMENTÁRIOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DOS AUTORES, NÃO REFLETINDO, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO OU POSIÇÃO DO LIVRÓLOGOS

Previous Felipe Miranda e Ricardo Mioto - Princípios do estrategista @intrinseca #resenha
Next Krystal Sutherland - Uma lista (quase) definitiva de piores medos #resenha

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *