Olá!

Confira a resenha do livro Por toda a eternidade  da autora Kristin Hannah. É continuação de Amigas para sempre.

É uma história comovente sobre saudades, dor,lembranças, culpa e o esforço de superação para alcançar equilíbrio e paz.

Tully Hart, uma famosa apresentadora de um talk show,  fica desnorteada com a perda de sua amiga Kate. Acontecimento doloroso que toca o núcleo mais íntimo das pessoas. Tully tivera o conforto de não estar sozinha neste mundo, mas é necessário seguir em frente e retomar o trabalho que havia deixado para trás, durante  a doença da amiga.

“Kate era o chão sobre o qual ela pisava, o corrimão que a impedia de cair. Era a irmã pela qual Tully tanto ansiara, mas nunca tivera.”

A morte de Kate deixa também  uma lacuna na vida do marido Johnny Ryan e seus três filhos: os gêmeos Luke e Wills e Marah de 16 anos, uma adolescente rebelde e questionadora.

A vida estava difícil para Johnny, pois se sentia “à deriva”. O dia a dia era um eterno relembrar da esposa, tornando-se muitas vezes omisso em relação à função de pai. Os gêmeos estavam reagindo relativamente bem, porém, Marah, demonstra sua dor através de um comportamento agressivo.

“Agora Johnny entendia por que Kate (a mãe) se magoava tanto com a crítica nos olhos da filha. A dor a deixou com mais raiva ainda.”

Resolve viajar com a família para Havaí, numa cidade praiana.

Ele se muda com os filhos para Los Angeles, deixando Tully para trás, sozinha com sua dor.

Para a formatura de Marah, Tully é convidada.Pouco antes da cerimônia, a garota  se fere e Tully descobre que ela esta se mutilando.Para ajudá-la, leva-a para sua casa. Por indicação de uma psiquiatra, começa a fazer terapia de grupo. Ela se junta a um componente do grupo e vai para o caminho das drogas. A madrinha, Tully, embora vigilante, não percebe nada, pois estava batalhando para retornar ao trabalho e estava encontrando as portas fechadas . Recorre aos remédios para se tranquilizar e conseguir  dormir à noite.

Resolve, finalmente, escrever um livro sobre sua vida e procura, para isso, um agente literário.

Por outro lado, Marah sempre recorria à madrinha nas questões financeiras, até que um dia, não sabendo como obter  dinheiro, procura a editora de uma revista famosa e declara  Tully uma usuária de droga. Mal sabia ela que arruinara as esperanças de quem mais a amava.

Numa dessas idas e vindas, ao chegar ao apartamento, Tully encontra, em meio às correspondências, uma revista e lê o artigo com a declaração de Marah.

Transtornada, toma mais calmantes, sai de carro e sofre, inevitavelmente, um  acidente. Nos pertences é encontrado o telefone de Johnny, pai de Marah.

Começa,aí, uma longa jornada de sofrimento, remorso e culpa por parte dos que a acompanham nesse “estado de coma” em que  se encontra.

Teria Johnny tempo para se desculpar por ter abandonado a amiga da esposa( que havia se afastado do emprego para fazer-lhe companhia até a morte)?  E Marah, o que diria à madrinha?

Que segredos tem a mãe de Tully para revelar-lhe, após uma vida inteira de separação?

É  um romance  profundo, com uma trama que intimida, mas também comove.

Série Firefly Lane

  1. Amigas para sempre
  2. Por toda a eternidade

Capa, ficha técnica, sinopse

por toda eternidade

Por toda a eternidade

Kristin Hannah
ISBN:  9788581633206
Editora:  Novo Conceito
Número de páginas: 400
Encadernação: Brochura
Formato: 16 X 23 cm
Ano Edição: 2014

Sinopse

Tully Hart é uma mulher ambiciosa, movida por grandes sonhos que, na verdade, escondem as lembranças de um passado de abandono e dor. Ela acredita que pode superar qualquer coisa ao esconder bem fundo os sentimentos de rejeição que carrega desde a infância… Até que sua melhor amiga, Kate Ryan, morre. Então, tudo começa a mudar para Tully, que se vê escorregando em um precipício cheio de memórias melancólicas e remédios para dormir…

Dorothy Hart – ou Cloud, como era conhecida nos anos 1970 – está no centro do trágico passado de Tully. Ela abandonou a filha repetidas vezes na infância. Até que as duas se separaram de uma vez por todas. Aos dezesseis anos, Marah Ryan ficou devastada pela morte da mãe, Kate. Embora seu pai e seus irmãos se esforcem para manter a família unida, Marah transformou-se numa adolescente rebelde e inacessível em sua dor. Tully tenta aproximar-se de Marah, mas sua incapacidade para lidar com os sentimentos da afilhada acaba empurrando a menina para um relacionamento infeliz com um rapaz problemático.

A vida dessas mulheres está intimamente ligada, e a maneira como elas vão rever seus erros e acertos constrói um romance comovente sobre o amor, a maternidade, as perdas e o novo começo. Onde há amor, há perdão…

Boa leitura

See ya!

 

Rosana Gutierrez