Scarlet Peckham – O lorde que eu abandonei


Os protagonistas desse livro não são totais desconhecidos para os leitores da série, Alice é a governanta da famosa casa da Rua Charlotte. E o Lorde-tenente Henry Evesham aparece desde o primeiro livro como sendo o responsável pela exposição dos hábitos sexuais de várias pessoas da sociedade londrina.

Nesse livro Henry foi incumbido de preparar um relatório que vai ditar se os locais que exploram o sexo de Londres vão poder continuar abertas ou se terão que fechar. Mesmo sendo um Reverendo Henry precisa frequentar pelo menos algumas vezes esses locais para poder formular seu relatório e é numa dessas visitas que conhece Alice.

O plot todo do livro acontece por conta de um simples fato: Alice precisa voltar para sua cidade natal pois sua mãe está morrendo e Henry que está indo na mesma direção por isso nada mais lógico que ele lhe dar uma carona. No meio do caminho os dois ficam impossibilitados de seguir viagem por causa de uma tempestade de neve.

Esse livro trata de temas mais sérios e profundos que os dois primeiros, esse livro tem um tema religioso bastante acentuado – coisa que era de se esperar tendo em vista que Henry é um reverendo. Achei bastante ousado da autora abordar o dilema do desejo vs. religiosidade/religião, parece absurdo em pleno século XXI isso ser algo ‘ousado’ mas não é só no Brasil que os conservadores estão atacando e uma autora resolver abordar o tema é algo bem positivo.

Achei que a autora soube lidar muito bem com a forma que ela abordou a fé e religião do protagonista, sendo bastante respeitosa com a forma que lidou com o desejo que ele sente e o quanto ele luta contra aquilo.

Mas ao mesmo tempo que achei que a forma com que ela lidou com o lado religioso do livro de forma respeitosa achei que isso se arrastou por tempo demais, o que me fez ficar entediada num certo ponto da história.

Gostei do livro, mas não foi meu preferido da série e muito provavelmente isso se deve ao fato de eu não ser uma pessoa religiosa e me faltar paciência com pessoas que ficam se intrometendo na vida das outras tentando salvá-las de uma vida de pecado.

No fim acho que a quantidade de falar sobre religião/Deus foi muito maior do que o romance do casal, que era o que eu queria ler! Então isso acabou me deixando frustrada e entediada depois de um tempo de leitura.

Mesmo que esse livro não tenha sido o que menos gostei até aqui ainda gostei bastante da série e da escrita da Scarlett, principalmente por dar uma nova cara para os romances de época que nos últimos tempos parecia que lia sempre a mesma história. Aliás estou muito ansiosa para o livro 4, que vai ser o livros da Elena, a dona da casa Nº 23 da Charlotte Street, e Lorde Avondale!

Série Os Segredos De Charlotte Street

1- O duque que eu conquistei

2- O conde que eu arruinei

3- O lorde que eu abandonei

Capa, ficha técnica, sinopse

O lorde que eu abandonei

Vol 3 da série Os Segredos De Charlotte Street

The lord I left

Scarlett Peckham

ISBN: 978-6555651447
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 272
Encadernação: Brochura
Formato: 23 x 16 cm
Edição: 2021

Sinopse

O lorde-tenente Henry Evesham é um homem religioso que está investigando as “transações carnais” em Londres. Suas visitas a casas de má reputação o deixam ávido por ajudar as pessoas que perderam a inocência para o vício. Ao mesmo tempo, circular nesse ambiente é um desafio à sua promessa de se manter longe das tentações.

Alice Hull é uma jovem nascida no campo que trabalha como aprendiz em um clube privativo. Enquanto se entrega ao turbilhão de ideias e prazeres provocadores da capital, uma tragédia faz com que ela precise desesperadamente voltar para casa.

Quando o belo e piedoso Henry lhe oferece a única carona possível em meio a uma nevasca, ela sabe que não tem como recusar, mesmo que não confie nele.

Ao viajarem juntos, as suspeitas mútuas que nutrem aos poucos se transformam em um desejo inesperado. Só que Henry representa uma ameaça às pessoas que Alice ama, e ela, por sua vez, poderia acabar com a reputação dele se o lorde-tenente se permitisse chegar perto demais.

O problema é que, quanto mais tempo passam juntos, mais difícil é manterem as mãos longe um do outro.

Compre o livro na amazon

Previous Zakiya Dalila Harris - A outra garota negra @intrinseca #resenha
Next Simplesmente Zico

No Comment

Deixe um comentário! Quero saber o que achou do texto ;)