Olá! Essa é mais uma dica de filme.

Assisti ao filme John Carter e só posso dizer uma coisa: é ótimo.

A Disney pode ter tido prejuízo, os filmes com temática abordando Marte podem ser considerados fiascos “hollywoodianos”, mas esqueça isso e assista.

John Carter  – entre dois mundos é a adaptação para as telas do livro “A princesa de Marte” do autor criador de Tarzan, Edgar Rice Burroughs (1875-1950) que escreveu 11 volumes da saga de John Carter, um personagem de fantasia e ficção criado em 1912.  O filme é uma aventura de ficção científica, combinando western e até lutas no estilo dos gladiadores. Para dar um ar realista aos seres de marte, usaram sensores de movimento nos personagens, e tiveram cuidado especial com a textura e pele .

O filme começa com John mandando um telegrama para seu sobrinho que vem ao seu encontro, recebe o diário do tio e conforme ele vai lendo a história vai se apresentando. Tem início no velho oeste. John Carter é um capitão reformado do exército confederado, desiludido por uma tragédia pessoal não quer lutar por causa nenhuma. Ele está a procura de uma caverna cheia de ouro e a encontra, mas se depara com um ser de outro planeta e acaba abduzido e indo parar em Marte no meio de um conflito onde acaba sendo a esperança para ajudar a princesa Dejah a salvar seu mundo numa batalha onde o destino de todo os seres de lá será mudado.

Barsoom é como Marte é conhecida pelos habitantes de lá. É muito engraçado como John descobre que poder dar grandes saltos ( por causa da gravidade!) e é capturado por seres verdes de quatro braços, os tharks. Apesar da situação já rola uma amizade com o líder. Além desses tharks há o conflito entre o povo de Helium e os de Zodanga e outros seres. A causa e a manipulação desse conflito me lembrou outro filme “Os agentes do tempo” , mas não vou falar mais nada, senão qual a graça de assistir?

Recomendo.

Cast

[checklist]

  • Taylor Kitsch
  • Lynn Collins
  • Willem Dafoe
  • Bryan Cranston
  • Mark Strong e outros

[/checklist]

Direção: Andrew Stanton

 

Sinopse

O soldado americano John Carter (Taylor Kitsch), para a tristeza de seus parentes, faleceu no planeta Terra. Contudo, para a alegria de outros, ressuscitou em Marte. Agora, em meio a uma guerra civil no planeta vermelho, habitado por seres de cor verde e criaturas gigantescas, ele é visto como a única esperança de ajudar a princesa Deja Thoris (Lynn Collins) a salvar o seu mundo, numa batalha que mudará para sempre o seu destino.

Curiosidades

  • O ano de 2012 marca o 100º. aniversário do personagem John Carter, o herói espacial original apresentado na série Barsoom, de Edgar Rice Burroughs.
  • Desde 1935, vários cineastas tentaram fazer filmes baseados no livro A Princesa de Marte (A Princess of Mars) — o primeiro teria sido um longa de animação de Bob Clampett responsável pelo famoso desenho animado Beany e Cecil (Beany and Cecil). Se tivesse sido feito, o filme teria sido o primeiro longa-metragem de animação norte-americano, anterior a Branca de Neve e os Sete Anos (Snow White and the Seven Dwarfs), da Disney, cuja estreia foi em 1937.
  • Para as cenas de batalhas entre os Zodangans e os Heliumites, mais de mil figurantes receberam bronzeamento profissional, em um tom pouco mais escuro que o bronzeamento artificial St. Tropez comum.
  • A tipografia antiga barsoomiana esculpida nas paredes dos templos sagrados em John Carter seguiram desenhos originais de marcas de fato encontradas na superfície do planeta Marte.
  • Trabalhando a partir da fonte original do material, um linguista foi contratado para criar todo um idioma Thark marciano, usando apenas algumas palavras mencionadas nos livros de Edgar Rice Burroughs.
  •  Os atores que interpretam os personagens verdes Tharks, de mais de 2,70 metros de altura, tiveram que aprender a andar com pernas de pau para filmar as cenas com John Carter, fazendo o contato na linha dos olhos correto para os diálogos.
  • No sábado, 5 de junho de 2010, a equipe, trabalhando em locações em Utah, encontrou um grande osso no solo. O Bureau of Land Management confirmou que era de fato um osso de Sauropode — um fêmur ou uma omoplata — de um dinossauro que poderia ter mais de 18 metros de comprimento. Uma escavação está atualmente sendo realizada no local para retirar o restante do esqueleto pré-histórico descoberto pela equipe de John Carter.
  • O Lake Powell, em Utah, a locação usada para o rio de Iss no filme, tem mais de 290 quilômetros de extensão e mais de 3.219 quilômetros de margens — mais do que toda a costa oeste dos EUA.
  • Mais de 120.000 cristais Swarovski foram usados no traje de noiva de Dejah Thoris, incluindo seu vestido, a cauda, a coroa e pulseiras; e cada pedra foi aplicada à mão uma a uma.
  • Os roteiristas de John Carter, Andrew Stanton, Mark Andrews e Michael Chabon descobriram que tinham algo em comum, quando se encontraram: eles ainda possuem desenhos e ilustrações de John Carter que fizeram, quando eram meninos.

Fonte das curiosidades citadas: CinePop.com.br

Trailer