Olá! Hoje o texto é de outra querida, a Lulu do blog Apaixonada por Romances.

O PROPÓSITO DO NATAL

Chegamos a mais um “final de ano”, mais um Natal, e sentimos um misto de emoção, esperança, tristeza e até um vazio, quando os nossos desejos se distanciam do real sentido que o Natal nos convida a cada término de ano, do qual nos esquecemos logo que se inicia o outro.

Por isso, uma nova proposta, a ATITUDE DE AMOR.

Todos nós podemos e devemos ter “Atitudes de Amor”, pois nas situações mais simples da vida, podemos dar um sorriso, desejar um bom dia, repartir o pão e tantas outras atitudes mais.

A “bula” é estritamente individual, pois para cada um haverá uma dosagem e forma de aplicação.

Asprovas e oportunidades, são as terapias necessárias na busca das soluções. Seguem algumas prescrições indispensáveis:

Falemos só de saúde e aproveitamentos.

Esqueçamos as dores e examinemos as conquistas.

Indaguemos, constantemente: Em que melhorei? O que aprendi?

Mesmo nas doenças graves, saibamos que temos o melhor médico. JESUS.

Perdoemos incondicionalmente o irmão de jornada. Ele também está em busca de melhorias.

Temos no coração todos os antídotos para as nossas imperfeições. Resta-nos experimentá-los.

Para os irmãos que esquecem seu tratamento, o melhor a fazer é auxiliá-los com a oração.

Para os irmãos que carecem de tratamentos específicos. Evitemos julgá-los.

Tenhamos uma certeza: todos nós alcançaremos a saúde espiritual com boas atitudes diárias e doses elevadas de prece.

Esta pequena receita, bem seguida, irá nos sensibilizar para recebermos mais uma vez o MENINO MESTRE neste NATAL.

Não acredito que o mundo acabe em 21/12/2012 mas sim que vamos vivenciar uma nova era florescer para todos aqueles que já estão se disponibilizando a uma transformação íntima; deixando para trás os velhos hábitos das mesas fartas, dos presentes caros, do luxo, da ostentação, para irmos ao encontro do Aniversariante, nas ruas, nos orfanatos, nos asilos onde muitos desejam tão pouco.

(Texto editado em parte por Luciana Zuanon)