por Thaís Averaldo

Primeira coisa que preciso deixar clara: esse livro não é para todos! Muitos nem o classificariam com romance se for usar como parâmetro uma história de amor narrada, e não isso não é do que se trata o livro.

Os temas tratados no livro vão além do que muita gente pode achar tolerável, há muitos tabus e são assuntos que muitas pessoas não se sentem confortáveis ao ver num livro. Tenho certeza que minha mãe acharia a forma com que retratam a Igreja Católica uma blasfêmia – mesmo eu, uma pessoa que não se considera religiosa, senti certo desconforto com esse ponto da leitura.

Esse é um daqueles livros impossíveis de se falar sem soltar algum spoiler, mas acho que nesse livro os spoilers são bem vindos – pelo menos eu me senti muito curiosa sabendo exatamente o pouco que vou falar aqui. E é melhor falar para que ninguém leia e se ofenda com alguma coisa!

Nora Sutherlin é uma famosa escritora de livros eróticos, que busca evoluir sua carreira sendo publicada por uma editora séria e quer o editor mais respeitado dela para que edite seu livro. Esse editor acaba por ser Zach Easton, que a princípio torce o nariz para o gênero de escrita, mas acaba aceitando o pedido de seu chefe. Zach tenta intimidar Nora e ao perceber que não irá conseguir o que quer faz um acordo com ela: se ela conseguir reescrever o livro em 3 semanas de forma que ele aprove ele irá assinar o contrato dela com a editora.

Enquanto Zach deixou sua esposa há 10 anos na Inglaterra e se mudou para os Estados Unidos, Nora deixou o sádico Zøren, o homem a quem foi submissa por mais de 10 anos. É claro durante toda a leitura que tanto Zach quanto Nora ainda amam aqueles que deixaram e o rompimento de ambos ainda os assombra.

Nora é uma personagem extremamente complexa, que vive sua vida intensamente e após abandonar seu mestre se tornou uma Dominatrix. Mesmo cinco anos após ter deixado Zøren ele ainda tem poder sobre ela, pois ele não acha que o relacionamento deles acabou simplesmente estão “dando um tempo”.

Enquanto por um lado dela parece ser totalmente movido pela sexualidade por outro, seu relacionamento com Wesley, podemos ver um lado seu que é até mesmo doce – mesmo que ela não ache que mereça o garoto. Realmente não acho que ela o ame, sim que ame a ideia de poder ter um relacionamento normal – aqui o anormal não é o relacionamento S&M que ela tinha com Zøren, e sim o motivo deles terem que manter o relacionamento em segredo.

Não sei a maioria de vocês, mas adoro livros que mexem com minha zona de conforto e esse um desses livros. Ele não é aquele erótico que irá excitar e apimentar o relacionamento de alguém, pois o livro tem menos sexo que muitos outros mais leves que já li! Esse livro está mais para dar um tapa na cara do que qualquer outra coisa, pois todos os relacionamentos dos protagonistas se pautam em tabus – uns maiores outros menores – mas que podem chocar. Se você, como eu, gosta de ver sua zona de conforto ultrapassada The Original Sinners é uma ótima indicação!

Série The Original Sinners

The Red Years Quartet
(The adventures of Nora Sutherlin, Dominant and erotica writer)

1-The Siren
2-The Angel
3-The Prince
4-The Mistress

The White Years Quartet
(The adventures of Eleanor Schreiber, submissive)

5-The Saint
6-The King
7-The Virgin

A autora diz que não é necessário ler na ordem, é apenas uma sugestão dela.

Leia um trecho – aqui

** Livro não publicado no Brasil

Aqui, na Amazon você encontra o ebook e o livro

Lá fora foi publicado pela Harlequin – formato impresso e está a venda em ebook em vários sites, além da Amazon.

Capa, ficha técnica, sinopse

the siren

The Siren

Tiffany Reisz

ISBN: 9780778313533
eBook ISBN: 9781460330227
Editora: Harlequin ( internacional)
Formato: brochura
Ano Edição: 2012

Sinopse

Algumas histórias de amor você nunca esquece. Alguns livros mudarão seu mundo. Esteja preparado… este é um deles.

Ela se dilacerou por um homem que adorava, que a transformou, que a possuía … que a teria destruído. Agora ela é adorada por um homem que ela não deve ter. Ela acha que sabe o que significa ser empurrado para além de seus limites. Ela está errada.

 

Boa leitura