Corey Ann Haydu – Uma história de amor e TOC #resenha @GaleraRecord


Corey Ann Haydu - Uma história de amor e TOC

Olá!

Confira a resenha do livro Uma história de amor e TOC da autora Corey Ann Haydu.

O livro nos passa, de forma clara e detalhada, a exata dimensão das dificuldades e limitações decorrentes do TOC ( transtorno obsessivo compulsivo).

Bea tem 16 anos e é portadora de TOC. A trama se desenvolve a partir de uma festa em que ocorre um blecaute. Na escuridão que se fez, Bea percebe alguém que se aproxima dela tendo um ataque de pânico.

“Estou pronta para listar todos os sintomas e causas e lhe dar o mesmo conselho que a Dra. Pat me dá quando estou tendo um ataque…”

Ela tenta ajudar o garoto a controlar a crise e acaba beijando-o. Ele se vai na escuridão e , na cabeça dela, ficou apenas seu nome – Beck.

“Acho que de alguma maneira ficou com mais medo de mim do que do escuro.”

Por conta de sua exagerada ansiedade, Bea acha que tudo está se “desmoronando” a sua volta e tudo fica pior quando a Dra. Pat, sua terapeuta confirma o diagnóstico – TOC.

Bea se belisca na coxa com o intuito de controlar a ansiedade excessiva. Ela tem manias de observação e cuidados excessivos. Tem medos, como por exemplo acelerar o carro e atropelar alguém. Isso faz com que ela dirija bem devagar, causando transtorno no tráfego.

Bea fica focada demais em determinadas pessoas.

“Uma das minhas compulsões é estranha … são essas pessoas, a maioria apenas estranhos, e fico com medo que possam se machucar ou desaparecer, e que se eu fizer certo ritual de checar como estão uma coisa invisível pode acontecer.”

A conselho da Dra. Pat, Bea inicia a terapia de grupo onde cada um dos componentes fala sobre suas peculiaridades obsessivas – compulsivas.

Na 1ª sessão, Bea encontra Beck. Ela vê que as mãos dele são ásperas pelas sucessivas lavagens e Bea descobre que ele é obsessivo-compulsivo.

“Sempre achei que meu par ideal seria alguém tão ferrado quanto eu.”

Eles se encontram algumas vezes e conversam sobre os problemas dele. Ela o aceita como ele é.

Por outro lado, Bea não parece pensar num casal “astros do rock”. Ela tudo faz para se aproximar deles expondo-se obstinadamente aos seus maiores medos para observá-los de perto. Bea está perseguindo-os por uma questão de necessidade.

O TOC está destituindo Bea do seu senso lógico e, quando as coisas atingem níveis perigosos, Lisha sua melhor amiga intervém.

Beck está entre Bea e seus delírios…

Uma história de amor e TOC é uma obra de especial importância por trazer em seu conteúdo, além do entretenimento, informação sobre o TOC, como se manifesta e o caminho para a cura. Recomendo.

Download do primeiro capítulo

Capa, ficha técnica, sinopse

Corey Ann Haydu - Uma história de amor e TOC

Uma história de amor e TOC

OCD Love Story

Corey Ann Haydu

ISBN: 9788501100580
Editora: Galera Record
Número de páginas: 320
Encadernação: Brochura
Formato: 14 X 22 cm
Ano Edição: 2015
Tradução: Alda Lima

 

Sinopse

Bea foi diagnosticada com transtorno obsessivo-compulsivo. De uns tempos pra cá, desenvolveu algumas manias que podem se tornar bem graves quando se trata de… garotos! Ela jura que está melhorando, que está tudo sob controle. Até começar a se apaixonar por Beck, um menino que também tem TOC. Enquanto ele lava as mãos oito vezes depois de beijá-la, ela persegue outro cara nos intervalos dos encontros. Mas eles sabem que são a única esperança um do outro. Afinal, se existem tantos casais complicados por aí, por que as coisas não dariam certo para um casal obsessivo-compulsivo? No fundo, esta é só mais uma história de amor… e TOC.

 

Boa leitura

See ya!

Rosana Gutierrez

 

Compre o livro em

Amazon

Buscapé

 

 

 

 

 

Previous Lançamentos Agosto e Setembro 2015 @GaleraRecord
Next BASTIDORES LITERÁRIOS - O Que Faz Você Ler Um Livro?

2 Comments

  1. Oi, Rô.
    Estou com esse livro aqui e preciso ler urgentemente!! rs…
    Beijos
    Camis

  2. Oi Ro, nunca li nada como o tema de Toc, mesmo que de pano de fundo. Me pareceu interessante e ainda que não leia no momento, vou deixar o título anotado.
    Bjs, Rose.

Deixe um comentário! Quero saber o que achou do texto ;)