Avaliação

9.5
Nota

Olá!

Escrever uma resenha sobre Harry Potter e a Criança Amaldiçoada é uma honra e uma grande responsabilidade porque, particularmente eu sou uma grande fã da série e também da autora – J.K. Rowling – e na minha cabeça, antes de começar a ler o livro ele já seria perfeito. Mas, vou tentar ser o mais objetiva possível, ignorando um pouco meu lado fã.

Como os demais livros de J.K. Rowling, Harry Potter e a Criança Amaldiçoada é muito bem escrito, porém está em outro formato, já que é o roteiro da peça que estreou em 30 de Julho de 2016 em Londres. Assim, ele tem mais diálogos do que descrições, o que dita outro ritmo a leitura, e confesso, deixa um pouco a desejar em criar aquele ambiente mágico que estamos acostumados a mergulhar quando lemos Harry Potter.

A história não é centrada exclusivamente em Harry Potter e seus amigos Rony e Hermione, apesar deles terem uma participação fundamental, é claro. Junto a eles, conhecemos seus filhos, e a autora usa as aventuras desses jovens para apresentar o ponto de vista de alguns acontecimentos da série original sob a ótica de outros personagens. Além disso nos permite descobrir o que aconteceu com nossos personagens favoritos depois que terminaram seu período em Hogwarts, e como o mundo bruxo ficou após o fim de Voldemort.

Como o livro é um roteiro de teatro, ele é dividido em duas partes e essas subdivididas em atos e cenas. A primeira parte apresenta os personagens e gera a tensão da história, introduz o drama propriamente. Confesso que essa parte é menos empolgante, parece faltar magia em todos os sentidos. No final, fiquei quase decepcionada, realmente não me sentia no mundo bruxo. Vale mais pelos relatos de quem é o que quando adulto.

Porém, a segunda parte oferece uma reviravolta e nos joga de volta ao mundo da magia, tornando a leitura muito mais interessante e envolvente. É na segunda parte também que é revelada a criança amaldiçoada, e como ela pode ser vista como um espelho do que já conhecemos. A forma que a autora liga essa história a série original é quase literal (dizer mais que isso já seria spoiler) apesar dessa fórmula ser bem comum. Mas é no desenrolar dessa ligação que ressurge a grandiosidade característica de J.K. Rowling.

A autora também reforça sua mestria em criar personagens complexos e intensos, do tipo que a gente é capaz de amar em um momento e odiar no momento seguinte, e apesar de serem bruxos, são tão humanos como eu e você. Ela explora emoções conflitantes que faz até o bruxo mais talentoso sentir-se indefeso por não saber o que fazer.

O nome do livro é tão intrigante como “O Enígma do Príncipe” (sexto livro da série), e você tem que ler tudo para realmente entender quem é a criança amaldiçoada e porque ela é amaldiçoada. Na verdade, você vai passar o livro todo caçando quem seria essa criança, como num livro policial, e no final, vai achar que o título é mais um conceito que um personagem propriamente, pois durante todo o desenrolar, parece que a maldição vai de um pra outro.

Eu não vou indicar a leitura porque isso seria desnecessário. Se você ainda não leu nada de Harry Potter, comece pelo primeiro. É sério, você não vai entender nada mesmo. Se você já leu, então esse livro já está entre seus desejos de leitura, isso se você já não o leu, é claro! Mas como toda história que aparece anos depois, ela vem depois de um vácuo, e nos deixa uma sensação nostálgica. Afinal, nos anteriores a gente sempre esperava a próxima parte, nesse a gente fica sonhando com o que já aconteceu.

Mas não vou negar, mesmo que por algumas horas, foi maravilhoso voltar a esse mundo encantado e reencontrar personagens que são quase reais para mim.

Capa, ficha técnica, sinopse

harry potter criança amaldicoada

Harry Potter e a Criança Amaldiçoada

J.K. Rowling

ISBN: 9788532530431
Editora: Rocco
Número de páginas: 352
Encadernação: Brochura
Formato: 14 X 21 cm
Ano Edição: 2016

Sinopse

Sempre foi difícil ser Harry Potter e não é mais fácil agora que ele é um sobrecarregado funcionário do Ministério da Magia, marido e pai de três crianças em idade escolar. Enquanto Harry lida com um passado que se recusa a ficar para trás, seu filho mais novo, Alvo, deve lutar com o peso de um legado de família que ele nunca quis. À medida que passado e presente se fundem de forma ameaçadora, ambos, pai e filho, aprendem uma incômoda verdade: às vezes as trevas vêm de lugares inesperados.

Aproveite a leitura!