Maradona: a conquista de um sonho


Amado por muitos, odiado por alguns, mas inegavelmente um dos maiores personagens que o futebol produziu. Gênio com a bola nos pés e doido varrido sem ela, Diego Maradona fez história, não apenas por seu extraordinário talento, mas também, e principalmente, por seu lado mais mundano. Polêmico, sincero, brigão, mal-educado, envolvido com drogas, carinhoso com os seus, um fera com os rivais que a vida lhe apresentou, Don Diego é considerado uma divindade em seu país, que deu a ele um velório digno de Evita Perón no ano passado, e agora uma série na Amazon Prime, Maradona: a conquista de um sonho.

Dirigida pelo jovem Alejandro Aimetta, a série começa com o pequeno prodígio de Villa Fiorito, um bairro humilde da Zona Sul de Buenos Aires, encantando os olheiros do Los Cebollitas, com apenas nove anos de idade. Dali em diante, a vida de Maradona tornou-se uma escalada rumo ao Olimpo do futebol e de forma quase paralela uma descida sem freio ao inferno das drogas, que abreviaram sua carreira e quase o levaram à morte no início dos anos 2000.

Quem ainda estiver lendo pode achar que o texto (bem como a série) está deveras dramático, mas é bom que nos atentemos a dois aspectos fundamentais: o primeiro é a propensão latina pelo drama. Dos maiores clássicos do respeitado cinema argentino, às babaquices das novelas mexicanas trazidas por uma certa rede de televisão nacional, tudo é um exagero feito para arrancar lágrimas nem que seja na porrada!

O segundo e mais óbvio aspecto é: o leitor (e possível espectador) conhece o personagem em questão? Maradona é a personificação desse exagero e sua história, então, nem sem fala. Até o relato mais frio e objetivo sobre sua vida parece o roteiro de uma novela que Silvio Santos poria em sua grade. 

Brincadeiras à parte, a série não é recomendada a quem não for chegado num melodrama, bem como não a indicaria a alguém que não aprecie futebol, até porque, se falam do Maradona extracampo, também falam muito de seu maior e melhor lado: o jogador genial, que, a despeito de todas as suas muitas polêmicas, sagrou-se como o maior ídolo da história do futebol Argentino.

Aliás, se algo deve ser amplamente elogiado na produção é o total desprendimento e falta de pudores na hora de despir o ídolo – muitas vezes, de forma literal. Dieguito é amado como um deus na Argentina, como escrito acima, mas vamos combinar? Sua história, bem como a de qualquer mortal, passa longe da perfeição e os roteiristas não fizeram qualquer tentativa de vendê-la como tal. Definitivamente, Maradona não foi um deus que andou entre mortais, mas um mortal que teve momentos divinos, antes que sua pesada realidade lhe batesse à porta.

Maradona: Conquista de um sonho

Sinopse

A história por trás da lenda. A série acompanha desde a juventude até a vida adulta e a ascensão de Diego Maradona como um dos maiores fenômenos do futebol mundial, revelando o ser humano por trás do sucesso.

Previous Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis
Next Forward

No Comment

Deixe um comentário! Quero saber o que achou do texto ;)