Começar a Ler em Outro Idioma…


por Thais Averaldo

Se existe uma virtude que abandonei depois dos nove meses que esperei para nascer, foi a paciência. Sei que isso é defeito, mas não consigo mudar, e ser assim, afeta vários lados da minha vida, e o literário é um deles. Com essa demora absurda, e muitas vezes desnecessária, de muitas editoras em lançar livros ou sequências de série por aqui, eu parti para a leitura em inglês. Solução que no começo me deu medo, mas está sendo realmente muito útil.

A constante pergunta “como você começou a ler se você não é fluente em inglês?” me inspirou a escrever esse post,  falando como comecei, e como faço até hoje minha rotina de leitura em outro idioma. Não vale somente para o inglês, obviamente.

– Escolha um livro que você já tenha lido (preferencialmente várias vezes) a edição em português: meu primeiro passo quando decidi começar, foi escolher o primeiro livro. Não adianta alguém saber conjugar o verbo to be e querer começar lendo Jane Austen. Meu escolhido foi Harry Potter and the Sorcerer’s Stone , que já havia lido inúmeras vezes em português, e seria capaz de entendê-lo, sem maiores problemas e perceber que mesmo em outro idioma é possível formar imagens na mente.

– Não leia traduzindo: um erro que cometi quando comecei, foi querer ler traduzindo para o português. E isso me irritava, pois precisava recorrer ao dicionário muitas vezes, o que fazia com que o ritmo da leitura fosse quebrado e a preguiça e o desanimo apareciam. Tente ler entendendo o que está acontecendo, pois mesmo que algumas palavras sejam desconhecidas, no contexto da oração você vai perceber que ela faz sentido.

– Não tenha vergonha de recorrer ao dicionário ou perguntar para alguém que tenha conhecimento maior no idioma: se tem algo que eu faço, mesmo quando estou lendo em português é sempre ter um dicionário por perto, não sou obrigada a saber o que uma palavra significa mesmo na minha língua mãe, o que dirá em outro idioma? Não é vergonha nenhuma também, perguntar a alguém que sabe o idioma. Se ela tirar sarro você, simplesmente manda ela pra casa do Carvalho, e procura outra pessoa para ajudar (se quiser meu twitter tá as ordens no que eu conseguir ajudar to aqui!), mas não desista!

– Não desanime com a demora: no começo eu levava quase um mês para ler um livro, mas algo é certo a prática vai condicionando, e gradativamente o tempo vai sendo menor. Recomendo ler pelo menos 1 livro em outro idioma por mês, pelo menos 2 páginas por dia, pois se passar um tempo grande sem ler, o ritmo vai voltar a ser quase o mesmo do início.

Eu por exemplo, tive que praticamente parar de ler em inglês de 2011, até comprar o Kobo em janeiro de 2012. Monografia e do exame da OAB não deixavam tempo, e ler no notebook era cansativo em português e em inglês me desanimava muito. Quando o e-reader chegou e voltei ao inglês, foi irritante pois levava muito tempo para ler. Agora consigo ler 1 livro em inglês por dia, dependendo da quantidade de páginas, ou da complexidade da escrita.

– Como fazer com as palavras que não encontro no dicionário ou no Google Tradutor? Se tem algo que está na nossa mente é que o Google sabe tudo, mas infelizmente , se as buscas pelo Google salva pele de muita gente, a premissa não é a mesma quando o assunto é o tradutor do nosso amigo!

Algumas são fáceis de se traduzir pois músicas, filmes e séries nos trazem muitas delas, mas outras são muito específicas e querem dizer muitas coisas, em contextos diferentes. Com o tempo você vai descobrindo sites, e para mim o melhor deles é o Urban Dictionary onde são os próprios internautas que dizem o significado das palavras e expressões, e até dão um positivo ou negativo para a explicação do amigo. O problema dele é que você precisa entender em inglês mesmo, pois é um site em inglês. Outro que me ajuda é o Linguee, esse eu uso muito raramente, mas ainda é uma boa ajuda e alguns momentos.

Lendo Survivor in Death resolvi procurar o significado de Feisigh do thoin fein porque achei que não fosse ter a “tradução” pro inglês e como sou um ser naturalmente curioso, descobri o site chamado Insults para quem quer expandir o vocabulário, como só se aprenderia morando no país! Ah quem quiser a tradução da frase que coloquei é só procurar nos insultos em gaélico no site!

Espero ter dado uma ajudinha para aqueles que pretendem começar a explorar a leitura em outro idioma, qualquer pedido de ajuda (se for idioma só sei inglês) e tals debaixo da minha bio tem meu twitter!

Previous Neil Gaiman - O Oceano no Fim do Caminho
Next Once Upon a Time - A Série

4 Comments

  1. Avatar
    Cris Aragão
    31/07/2013

    O meu inglês até que é bom mas quando comecei a ler em inglês ficava obcecada em saber o significado de todas as palavras, então eu sublinhava (a lápis) e procurava todas no dicionário, isso atrasava e tirava grande parte do prazer da leitura. Quando aprendi a relaxar e compreender certas coisas pelo contexto descobri o prazer da leitura em outro idioma.

  2. Oi, gostei das suas dicas, pois até hoje só havia lido em português ou espanhol, e estava enrolando para começar um livro em inglês, um idioma que não domino. Mas agora vejo que dá para ir em frente.
    Bjs, Rose.

  3. Avatar
    Fellipe Ramos
    31/07/2013

    Eu comecei dessa mesma forma a ler livros em ingles, sem nem mesmo ser muito fluente na lingua e se tornou uma experiência muito boa, pois melhorei bastante!
    Eu gostei das suas dicas e elas realmente são uteis, a unica que nao funciona comigo é ler pelo contexto, porque gosto de entender cada palavra ali e isso atrasa minha leitura, mas eu gosto e já me adaptei com isso e ja tenho minha tatica!
    Também recorro ao Urban Dictionary, mas nao conhecia esses outros que vc mencionou!

  4. Avatar
    Tainara H.
    31/07/2013

    Eu nunca estudei inglês, o pouco que eu sei eu aprendi assistindo séries e filmes legendados e hoje assisto comédias sem legenda sem muitos problemas. Já pensei que poderia conseguir ler um livro em inglês, mas só dentro das condições que você citou, mas não pegaria um Harry Potter, mesmo que eu já tenha lido e assistido o filme várias vezes, porque acho que tem uma linguagem e palavras mais difíceis. Acho que começaria com algo do tipo O Diabo Veste Prada ou Uma Manhã Gloriosa e dentro do critério “lido várias vezes”, teria que ser Cilada do Harlan Coben, acho que daria conta e um dia vou tentar. Adorei as dicas! ;D

Deixe um comentário! Quero saber o que achou do texto ;)