Olá!

Salve a nação Roqueira!

O rock é uma das mais poderosas expressões artísticas do século XX.

Além de nos proporcionar um som do delirante ao terno, é conhecido por defender causas sociais. Celebra-se o mito, mas o marketing envolvido, é poderoso.

O Dia Mundial do Rock tem autor desconhecido, mas tem essa data devido ao Live Aid, um evento gigantesco, organizado por Bob Geldof , em 13 de julho de 1985, com shows realizados simultaneamente  em Londres, na Inglaterra, e na Filadélfia, EUA, em prol da Etiópia.

Phil Collins no dia, expressou o desejo de que aquele fosse considerado o “dia mundial do rock”. Mas não é o autor da data.

Apesar de ser chamado de dia mundial, a data é comemorada somente aqui, desde a década de noventa, por causa de algumas rádios usarem a data em sua programação, para especiais sobre rock. Em outros países, não há data específica para essa comemoração. Nem um Doodle no google sobre a data, uma pena.

Mesmo assim, nada melhor que um dia especial para esse gênero que atravessa décadas, sem nunca envelhecer.

E para quem ficou curioso, o Live Aid contou com nomes como Black Sabbath, The Who, Led Zeppelin, Dire Straits, Queen,  David Bowie, BB King, Mick Jagger, Sting, Scorpions, U2, Paul McCartney, Phil Collins , Eric Clapton, Madonna, entre outros. E o Phil Collins, atravessou os continentes, tocando tanto em Londres como na Philadelfia.

O Live Aid foi um marco, veja abaixo alguns trechos de show, como Eric Clapton tocando com Phil Collins e  também um trecho do Queen. Não há como assistir ao show e não sentir um arrepio. Foi fantástico.


Aqui, no Livrólogos , você pode conferir resenhas de biografias de astros do rock, e também livros com enredo, onde os protagonistas são de bandas de rock 😉

Long Live Rock ‘n Roll !

See ya!

Rosana Gutierrez