Olá!
Bem vindos a  #SemanaEspecialORegresso que a Intrínseca está promovendo junto com blogs parceiros.
Afinal, quem foi Hugh Glass?

Estamos ouvindo muito esse nome, pois o filme O regresso, estrelado por Leonardo DiCaprio está nas telonas e no Oscar.

o regresso

Ele é uma lenda norte americana que teve sua história escrita por Michael Punke no livro O regresso (The Revenant), publicado pela Intrínseca e que foi adaptado para o cinema como O regresso ( 2015) e em outro filme em 1971.

hugh glass

Nascido na Pensilvânia, EUA, filho de escoceses-irlandeses,Hugh Glass era um exímio caçador e explorador no século 19. Mas a lenda fica mais marcante sobre seus feitos, pois existe aí mais de um século de detalhes e acontecimentos adicionados, sem contar que relatos nessa época podem ser bem “coloridos” , pois nunca houve testemunhas de seu maior feito, mas o ataque de urso é verdadeiro.

Em 1822, Hugh Glass respondeu a um anúncio onde precisavam de 100 homens para uma expedição e assim se juntou a expedição para subir o rio Missouri para o comércio de peles. Em agosto de 1823, enquanto caminhava a frente do seu grupo,deparou-se com um urso e dois filhotes. Glass foi atacado pelo urso que o jogou no chão antes que pudesse disparar seu rifle. Usando apenas uma faca, lutou contra o urso no chão e o matou, mas durante a luta ele foi gravemente ferido.

O grupo estava com pressa para chegar em Yellowstone, então o chefe da expedição, Andrew Henry indicou dois voluntários, John Fitzgerald e Jim Bridger, para permanecerem com ele até sua morte e o enterrarem. Mas depois de três dias, Glass ainda estava vivo e Fitzgerald e Bridger começaram a entrar em pânico, pois tinham avistado um bando de índios hostis se aproximando do local. Levaram sua arma e a faca E o abandonaram a morte.

Sozinho e desarmado dentro de um território indígena hostil , com uma perna quebrada e ferimentos horríveis, suas costelas estavam expostas e estava a mais de 300 quilômetros do vilarejo mais próximo, colocou sua perna no lugar, com extremo esforço, cobriu se com uma pele de urso que seus companheiros haviam jogado na cova e começou a andar. Com medo de que seus ferimentos apodrecessem, ele colocou larvas de inseto sobre elas para que comessem a pele morta.

Usando meios de localização naturais, Glass foi em direção ao rio Cheyenne. Ele levou várias semanas para chegar lá.

Foi ajudado por índios, que lhe deram comida e armas. Eventualmente, Glass chegou em segurança ao Forte Kiowa e começou a tramar sua vingança contra Bridger e Fitzgerald.

Muitos meses se passaram até que ele conseguisse recuperar sua saúde. Encontrou os dois. Perdoou Bridger por ele ser muito novo na época e ele não matou Fitzgerald, pois ele havia entrado para o exército americano e a a pena por matar um soldado era a morte. Mas recuperou sua arma.

Ele continuou suas expedições até 1833 quando foi morto por índios hostis. Já era uma lenda, tendo sobrevivido a morte, além de ter aptidão, resistência e coragem fora do comum.

Há um monumento em homenagem a Hugh Glass, erguido próximo ao local onde confrontou o urso, na costa sul do Reservatório de Shadehill, na Dakota do Sul.

monumento

 

O filme O Regresso, é baseado no livro O regresso de Michael Punke, publicado pela Intrínseca é cheio de ação, mistura a lenda a realidade, e entretém do início ao fim.

Confira o Trailer

 

A #SemanaEspecialORegresso continua!

 

Rosana Gutierrez

*texto tem como fonte wikipedia e o livro O Regresso, de Michael Punke.