blogagem coletiva

A editora Arqueiro está lançando no Brasil os livros  Profundo e Intenso, de Robin York

profundo-intenso

 

Caroline Piasecki vê sua vida se transformar em um pesadelo quando o ex-namorado espalha fotos dela nua na internet. Desesperada, ela tenta fazer com que as imagens sumam da rede e, ao mesmo tempo, tem que se defender da multidão de pessoas que a julgam.
Um dia, quando um cara que ela mal conhece sai em sua defesa, tudo muda de repente.

Eles tratam de um tema que está muito em evidência , a vingança pornô (revenge porn). Com essa era digital e todo mundo conectado, passamos a ouvir novos nomes e novos crimes sendo executados.

Simplificando, na vingança pornô, sua foto ou vídeo com cenas de sexo, íntimas é divulgada pelo ex-parceiro (a), com intenção de vingar-se de você.

Isso é no mínimo repugnante, pode destruir uma pessoa. Vingança por si só, é algo terrível e expor dessa forma quem um dia fez  juras de amor, é pior ainda. Longe de mim querer julgar qualquer pessoa, mas como estamos num mundo onde tudo se propaga mais rápido que rastilho de pólvora, além de muita atenção, o conselho é evitar fotos e vídeos de cunho íntimo, pelo menos enquanto esse tipo de crime, ainda não é tão rápido para ser resolvido.

Essa semana mesmo, saiu na imprensa que suspeitos de publicar mensagens de racismo contra uma atriz da globo e também contra uma jornalista, foram presos e o líder desse grupo era um menor que foi apreendido. E cada um estava em uma região do Brasil. Não foi vingança pornô,mas foi um crime virtual e com essa ação da polícia, é um grande passo para termos certeza de que crimes virtuais sejam punidos na justiça.

O site Wikipedia tem a seguinte definição:

A pornografia de vingança (em inglês, revenge porn) é uma expressão que remete ao ato de expor na internet fotos e/ou vídeos íntimos de terceiros sem o consentimento dos mesmos, geralmente contendo cenas de sexo explícito que mesmo quando gravadas de forma consentida, não tinham a intenção de divulgá-las publicamente. Após o fim do relacionamento, uma das partes divulga as cenas íntimas na internet como forma de “vingar-se” da pessoa com quem se relacionou.

 

nota da autora

No livro Profundo, a autora faz um apelo para que esse tipo de ação se torne um crime previsto por lei, nos EUA.

 

No Brasil, já temos a Lei Carolina Dieckmann que foi criada depois que o caso da atriz ganhou proporção por aqui, e o ex-jogador de futebol e atualmente senador Romário apresentou em outubro de 2013 um projeto de lei que transforma em crime a divulgação indevida de material íntimo.

Em junho de 2015, Google começou a aceitar pedidos de usuários para remoção de buscas que tenham relação com pornografia de vingança.

 

 

Rosana Gutierrez