Guillermo del Toro e Chuck Hogan- As sombras do Mal: as fitas de Blackwood (Vol 1)


Você já leu algum livro de Algernon Blackwood? Se não teve a oportunidade ou se não sabe de quem se trata, vale dizer que ele um dos maiores escritores de horror de todos os tempos e não por acaso é o homenageado na abertura e no título de As sombras do Mal: as fitas de Blackwood Volume 1, da autoria de Guillermo del Toro e Chuck Hogan, trazido ao Brasil pela Intrínseca.

Numa ruela da Nova Jersey dos dias atuais, vizinhos se sentem intrigados por uma misteriosa caixa de correio cujo dono ninguém sabe quem é. Tentativas para arrancá-la da rua na justiça ao longo dos séculos não faltaram, mas estranhamente todas falharam e, de forma ainda mais estranha, com periodicidade incrivelmente precisa, eram depositadas cartas endereçadas a um “Ilmo. Hugo Blackwood”. Sim, podemos deduzir, dessa forma, que Hugo Blackwood era o proprietário, mas então, por que nunca aparecia para retirar sua correspondência? Mais que isso: se ele nunca aparecia, a tal caixa não deveria estar abarrotada de cartas? 

Paralelamente a esses eventos estranhos, mas aparentemente inofensivos, A agente do FBI Odessa Hardwicke foi afastada do cargo após ter que atirar em seu parceiro Walt Leppo numa missão pra lá de atípica. Foi mais que violência ou loucura; Odessa sentia ter se deparado com algo maligno e muito além de sua compreensão ou capacitação. Assim, afastada do trabalho de campo e movida para a parte burocrática do FBI, ela encontrou objetos pertencentes a um velho agente e decidiu entrega-los pessoalmente. Ao vê-la claramente transtornada o velho dá um conselho muito estranho e que mudaria a vida de Odessa para sempre: escrever uma carta ao ilmo. Hugo Blackwood.

É claro que como você já deve ter notado, Hugo Blackwood – seja lá quem for ele – é a chave que liga todos os pontos dessa intrigante narrativa: quem era ele? Quem era o velho? O que era aquela estranha caixa de correio? Por que tantas pessoas escreviam as cartas, e finalmente, o que são as tais fitas do título do livro? Essas e outras perguntas são respondidas pelos experientes Hogan e del Toro ao longo das 320 páginas do primeiro volume dessa saga que mudará a vida de Odessa e certamente marcará muito a sua, como marcou a nossa, do Livrólogos!

Capa, ficha técnica, sinopse

As sombras do mal

As fitas de Blackwood – volume 1

Guillermo del Toro e Chuck Hogan

ISBN: 978-6555600117
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 256
Encadernação: Brochura
Formato: 16 x 23 cm
Edição: 2020

Sinopse

As sombras do mal: As fitas de Blackwood conta a história do encontro improvável entre a agente do FBI Odessa Hardwicke e o enigmático Hugo Blackwoood. Ao testemunhar um crime brutal e inexplicável e se ver forçada a tirar a vida do companheiro de trabalho, Odessa passa a questionar sua sanidade e seu futuro. Ela não consegue entender o que de fato aconteceu, mas tem uma única certeza: viu um vulto saindo do corpo do amigo, uma presença aterrorizante e maligna que jamais se apagará de sua mente.

Obrigada a realizar serviços burocráticos após o episódio, ela encontra fitas antigas ao organizar os pertences de um agente aposentado, e são essas fitas que a levarão até Hugo Blackwood. Fascinante e traiçoeiro, o homem pode ser a chave para desvendar o que aconteceu com o parceiro de Odessa e, mais ainda, a chance de defender a humanidade de uma ameaça sem rosto: os incorpóreos.

Espíritos vis que se alimentam de emoções e que se apoderam de suas vítimas, essas criaturas estão sempre prontas para abraçar o êxtase da morte e do caos. Blackwood conseguiu capturar três delas, e agora, ao lado de Odessa, parte em busca da última, em uma jornada perigosa que pode levá-los em direção ao abismo.

Compre o livro na Amazon

Previous Minha Fama de Mau #filme
This is the most recent story.

No Comment

Deixe um comentário! Quero saber o que achou do texto ;)