A resenha de hoje é de Não atravesso a rua sozinho, de  Fabrício Carpinejar

A prosa do autor é como poema que desperta emoções. Faz-nos viajar na terra da saudade. É um retorno à alegria de momentos mágicos vividos que o tempo desbotou no coração adulto.

À medida que os fatos do cotidiano do autor são relatados, vão ganhando vida e movimento na nossa memória, acordando nossa infância e inspirando-nos a rever a nossa própria história.

O livro faz parte da coleção Vida em pedaços, que são dois volumes e é autobiográfica. Confira também a resenha do primeiro volume, aqui, no Livrólogos.

  1. Te pego na saída;
  2. Não atravesso a rua sozinho.

Capa simples e bacana e diagramação agradável à leitura.  São crônicas para jovens de 15 anos ou mais.

Capa, ficha técnica e sinopse

Nao travesso a rua sozinho - fabricio carpinejar

Não atravesso a rua sozinho

Fabrício Carpinejar
Ilustração: Eloar Guazzelli
ISBN: 9788566470185
Editora: Edelbra
Número de páginas: 112
Encadernação: Brochura
Formato: 14 X 21 cm
Ano Edição: 2013

Sinopse

A Coleção Vida em Pedaços apresenta as lembranças de infância de Fabrício Carpinejar. Nestas crônicas, os acontecimentos cotidianos ganham de volta a magia perdida com a chegada da vida adulta.

Através das memórias do autor, temos acesso às nossas felicidades de criança.

Boa leitura.

See ya!

Rosana Gutierrez

Compre o livro em um dos links abaixo:

Saraiva

Buscapé

Livraria Cultura

Site Edelbra