halloween top 5

Olá!

Mais um post do ESPECIAL DE TERROR.

Não poderia deixar de falar sobre livros de terror e suspense,pois nem só de monstros vivem os sustos hehehhe

Mas vou citar livros não tão assustadores, e citarei novos e mais antigos , pois eles vem sendo reeditados  Para a nossa alegriaaaaaa 😀

5

Loney – Andrew Michael Hurley

loney

Intrínseca – 2016

Esse livro me surpreendeu. Ele não é de terror forte, é um suspense com uma pitada gótica, mas o mal está ali. São nas sutilezas que o livro mostra sua verdadeira face.

Narrado por Tonto, apelido que o padre Bernard dá ao menino, conta a história de um grupo de pessoas católicas, composta de amigos, a família de Tonto e seu irmão mudo e com problema de aprendizado, guiadas por um padre , que fazem peregrinação a um santuário, na Páscoa, para um local ermo, no litoral da Inglaterra, para que esse filho mudo seja curado por um milagre. Eles alugam uma casa, Moorings, em Coldbarrow, onde a umidade rasteja pelas paredes e um vento que parece o próprio mal, uiva pelo local.

O que eu tenho para dizer, que resume bem é o virtuoso cego pela sua própria segurança e crença , é feito de tolo e uma vez mais o Diabo se sai melhor.  Resenha do livro aqui .

4

Galilee – Clive Barker

galilee

Bertrand Brasil – 2005

Clive Barker é “o cara” quando se trata de terror. Eu colecionava a HQ Raça das trevas que foi adaptada para o cinema e claro, Hellraiser. Mas só o filme Hellraiser, renascido do inferno (1987) que é fiel e dirigido pelo próprio Barker.

“Eu vi o futuro do terror, seu nome é Clive Barker.” – Stephen King declarou em 1986, ao ler Hellraiser.

Resolvi citar Galilee , pois é ele foge desses relançamentos. É gótico, sinistro e inusitado. Fala sobre um lado dos EUA , onde ricos e poderosos guardam terríveis e sombrios segredos que vão além de corrupção. Clãs envoltos em misticismo e mitos. Os Geary contra Barbarosa, duas dinastias cheias de ódio reprimido.

Galilee, o príncipe pródigo dos Barbarossa, se apaixona por Rachel Geary, o ódio reprimido emerge entre as famílias e daí só vai ter violência, morte, loucura e traição.

É um livro gótico, com visões de horrores que vão além do que a mente humana pode entender e só mesmo a loucura que é a cabeça do autor para criar algo assim. Uma narrativa profunda. Amor e ódio, e como em todas suas obras o erotismo permeando.

3

A estrada da noite – Joe Hill

a estrada da noite

Sextante – 2007

Apesar do autor não gostar de ser associado apenas a isso, ele é filho do mestre do terror, Stephen King.

Foi o livro de estreia e já veio chutando a porta. O rockstar John Coyne, coleciona objetos macabros. Ele é um cinquentão, na dele. Mas ele se vê atacado com fúria assassina e desejo de vingança por um fantasma! Sim, um fantasma.

Ele arrematou em um leilão na internet , um paletó, possuído pelo espírito do antigo dono. E a vida dele vira um inferno após receber o paletó. É muito legal o livro.

 

2

O iluminado – Stephen King

iluminado

Suma – 2012

Um clássico do terror que não poderia faltar. Foi adaptado para o cinema e imortalizado pela ilustre figura de Jack Nicholson e dirigido por nada menos que Stanley Kubrick.

danny

Danny em cena do filme O Iluminado

Danny Torrance tem poderes como ouvir pensamentos e ver o passado e futuro, transportar-se através do tempo. Sua família muda-se para um hotel velho, o  Overlock, onde seu pai vai trabalhar como zelador. Mas eles se deparam com forças sombrias que habitam o hotel.

E preparem-se para o puro terror que ficará marcado em suas mentes!

1

Terror em Amityville – Jay Anson

amityville

Darkside – 2016

Esse é o clássico que não pode faltar em video também. Claro, o filme de 1979 é mais assustador.

É considerada um dos mais importantes relatos sobre casas mal-assombradas da cultura popular.

Aqui tem medo, susto, possessão. E, baseado em fatos reais! Uma família se muda para a casa em Amityville onde ocorreu assassinato. E é claro que fenômenos estranhos passam a acontecer na casa, aterrorizando a família. E para se livrar dessa presença maligna? Nem o padre de O exorcista kkkkk O livro tem relatos oficiais e fatos de bastidores. Resolvi colocar a sinopse, para vocês, da versão que Darkside publicou confiram:

Em 1975, George e Kathleen Lutz resolveram recomeçar a vida em uma nova residência que compraram por uma pechincha. Vinte e oito dias depois, os cinco membros da família fugiram aterrorizados, deixando a maior parte de seus pertences para trás. Estranhos eventos começaram a acontecer, afetando a vida dos Lutz e indicando que uma presença maligna habitava a casa. Embora tenha sido amplamente divulgada pela mídia, em especial nos jornais e nas revistas da época, muitas vezes de maneira sensacionalista, a história da casa nunca havia sido contada com riqueza de detalhes – até Jay Anson decidir reconstruí-la e transformar seu livro de não-ficção em um dos relatos paranormais mais importantes e conhecidos de todos os tempos.

Baseado nas experiências sobrenaturais reportadas pelos Lutz durante o mês de dezembro de 1975 e o começo de janeiro de 1976. Apresentando a sombria construção em detalhes, do quarto secreto no porão às verdadeiras manchas nas portas e nas paredes escondidas pelas tintas do tempo – tudo exatamente como aconteceu, com todos as entidades e vozes que habitaram o sótão, o porão e demais cômodos da casa .

Existe uma infinidade de livros maravilhosos e autores que não citei no posts, como Alfred Hitchcock que por sinal foi um livro de contos que ele organizou, meu primeiro livro lido. Não entrou no post também, Caixa de pássaros, um livro que logo que li a sinopse me lembrou o clássico, Os Pássaros. mas você pode ler a resenha dele aqui. Mas, muitos outros top 5 serão postados, então acompanhem !

See ya!

Rosana Gutierrez

**só para complementar, terror e horror acabam sendo sempre citados como se fossem a mesma coisa,  “a grosso modo”, sem entrar em minúcias mesmo, tudo que dá susto, medo, deixa com aquela tensão é terror e tudo que tem sobrenatural ,  monstro (heheh) , criaturas é horror. 

Já,  o thriller é o suspense, seja em filme, teatro, romance .

Mas em especial na literatura policial é muito utilizado . **